12º BPM oferece ajuda a pai que não tinha onde deixar criança

Ten Cel Sampaio, comandante do 12º BPM Camaçari destaca importante papel social da polícia

Um homem, identificado como Valmir Lessa Santos Filho, foi acusado de manter em estado de maus tratos, a filha de quatro anos, no estacionamento do Centro Comercial de Camaçari, enquanto prestava um serviço no local. O fato foi registrado na manhã dessa segunda-feira (10). A ação foi conduzida pelo 12º Batalhão da Polícia Militar.

De acordo com informações do comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar de Camaçari, Ten Cel Sampaio, por volta das 08h30 o Centro Integrado de Comunicação deslocou uma viatura para dar apoio a um agente voluntário de proteção à criança e ao adolescente, para verificar uma denúncia de que uma menor estaria em um estado de maus tratos em companhia do seu genitor, no estacionamento do Centro Comercial.

Ainda de acordo com a polícia, ao chegar no local, a guarnição comandada pelo Cabo PM J. Souza, junto com o comissário, manteve contato com o senhor Valmir Lessa Santos Filho, pai da menor, de 4 anos, em que foi questionado o motivo pelo qual a criança se encontrava naquela situação.

A polícia informou ainda que o pai da menina disse que não tinha com quem deixar a criança e precisava trabalhar, surgiu um serviço para descarregar o caminhão e teve que levar a criança.

Devido ao exposto, a guarnição deu apoio levando até a sua residência, ajudou com uma cesta básica, conseguiu um desconto e matriculou a criança numa creche no bairro do phoc-1, próximo a sua residência, garantiu a matrícula e o primeiro mês da mensalidade e conseguiu um trabalho como ambulante junto a um parceiro para que ele consiga arcar com o bem-estar da sua família.

Comentários no Facebook