Ação da Funai apazígua conflito entre tribos isoladas

A Fundação Nacional do Índio promoveu a Expedição para Proteção e Monitoramento da Situação de Indígenas Isolados Korubo do rio Coari, no Amazonas. O principal objetivo da empreitada, realizada recentemente, foi de proteger a integridade física dos indígenas isolados Korubo do rio Coari e do povo Matis.

Primeiro, promovendo a dissolução de uma tensão entre os dois grupos. Os Korubo isolados do Coari, após o conflito de 2014 com o Matis, voltaram a se deslocar pelas proximidades das aldeias Matis no rio Branco, local que habitam desde 2012, trazendo preocupação pela possibilidade de mais um contato conflituoso. A relação complexa entre esses dois povos pode ser conferida nas matérias que a Funai publicou em setembro de 2014novembro de 2015 e em março de 2019.

A atividade também atendeu a demanda do grupo Korubo, contatado pelos Matis em 2015, de rever seus familiares que permaneceram isolados sem qualquer sinal de que estavam bem e sob risco iminente. Esse grupo contatado em 2015 vive atualmente com outros Korubo de contato em 1996 e 2014, em quatro aldeias no rio Ituí, próximo à Base de Proteção da Funai.

A ação interagências, contou com a participação direta da Secretaria Especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde – SESAI e a cooperação do Exército Brasileiro, da Polícia Federal e da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas, através da Polícia Militar, além do acompanhamento do Ministério Público. Todos os objetivos da ação foram alcançados, estando a saúde e a segurança dos indígenas preservada.

Comentários no Facebook