Acusada de tráfico é flagrada com R$ 33 mil em espécie em Lauro de Freitas

Equipes da 52ª CIPM encontraram Angeline Duarte em um imóvel, no bairro de Portão, em Lauro de Freitas - Foto: Divulgação SSP

Pouco mais de R$ 33 mil reais em espécie foram apreendidos, por guarnições da 52ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Lauro de Freitas), na quarta-feira (4). Além do dinheiro, porções de entorpecentes foram também encontradas com Angeline Duarte.


A criminosa foi surpreendida, no bairro de Portão, município de Lauro de Freitas, após os militares receberem uma denúncia anônima. Com ela foram apreendidos R$ 33,1 mil em espécie, 60 trouxas com cocaína, pinos para embalar entorpecentes e uma balança.


Segundo o comandante da 52ª CIPM, major Everton José Monteiro Leal, havia uma movimentação muito estranha próxima a casa de Angeline. “O Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) foi averiguar e localizou a criminosa com essa grande quantia em dinheiro e drogas”, explicou. Ainda segundo o oficial, ela confessou que integra uma organização criminosa e que era responsável pelo transporte do dinheiro ilícito.


Angeline foi encaminhada para a 34ª Delegacia Territorial de Portão e autuada por associação ao tráfico. “Ela contou que recolhe o dinheiro para o chefe do tráfico de Portão e que mantinha contato com presidiários. O telefone dela está apreendido e passará por perícia”, explicou a titular da 34ª Delegacia Territorial de Portão, delegada Andrea Barreto Arrais.


Outro flagrante
Ainda na quarta-feira, no período da noite, a 52ª CIPM alcançou mais um criminoso. Desta vez, Clésio Vinícius Santos foi encontrado com um revólver calibre 32, em Vilas do Atlântico. Ele informou que utilizaria a arma para praticar roubos.

“Recebemos a informação de que indivíduos estavam praticando assaltos na localidade de Vilas. Intensificamos o policiamento na região e conseguimos capturar um deles”, afirmou.

Clésio foi encaminhado para a 23ª Delegacia Territorial de Lauro de Freitas e autuado por porte ilegal de arma de fogo.

Fonte: Ascom SSP-BA

Comentários no Facebook