Advogados reclamam de ambulantes na sede da OAB; órgão diz que situação é ‘caótica’

Foto: Reprodução

Advogados denunciam que estão tendo dificuldades para acessar a sede da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia (OAB-BA) em razão da aglomeração dos ambulantes em frente ao prédio do órgão. Procurado pelo Bahia Notícias, o presidente da Ordem, Fabrício Castro, revelou que a situação no entorno é “completamente caótica”. 

“Sabemos como é delicada a questão dos vendedores ambulantes, que dependem da atividade para seu sustento, e também que é complicado equacionar o comércio informal e o espaço público em nossa cidade. Entretanto, com obstrução diária dos acessos às dependências da Ordem, tanto na entrada de pedestres quanto na garagem para veículos, muitas vezes até impedindo a entrada ou saída do prédio, vem ocasionando frequentes transtornos e reclamações”, explicou ao Bahia Notícias. 

Castro revelou que os muros e grades que delimitam a sede da instituição vêm sendo utilizados para exposição de roupas e outros produtos, e a aglomeração e a ocupação desordenada do espaço também atraem criminosos, sendo frequentes os roubos aos pedestres na área. 

Foto: Reprodução

“Deste modo, temos solicitado insistentemente das autoridades competentes mais atenção à manutenção da ordem pública naquela região. Já enviamos ofícios à Semop [Secretaria Municipal de Ordem Pública), mas não obtivemos resposta. É preciso uma solução urgente para essa questão. Espero que Prefeitura Municipal de Salvador o quanto antes adote a posição que assegure a circulação das pessoas no entorno da OAB”, revelou. 

Já a Semop, procurada pelo BN, disse que “não recebeu nenhuma notificação da OAB-BA e tomou conhecimento pelo site”. A secretaria disse que vai enviar uma equipe para o local e “irá investigar e tomará as medidas cabíveis”. Informações do Bahia Notícias.