Após cinco anos, Bahia e Ceará se reencontram na decisão da Copa do Nordeste

É dia de decisão para o Bahia. Com a possibilidade de chegar ao seu quarto título da Copa do Nordeste, o Tricolor enfrenta o Ceará neste sábado (1º), às 16h, no estádio de Pituaçu, pela primeira partida da final. As equipes se reencontram na decisão do regional após cinco anos. Naquela ocasião, o Vozão levou a melhor.

Em 2015, o Esquadrão de Aço sucumbiu diante do alvinegro. Na Arena Fonte Nova, com direito a uma falha clamorosa de Jean, os cearenses venceram o primeiro jogo por 1 a 0. Na volta, em Fortaleza, o Ceará voltou a ganhar por 2 a 1, garantindo o título.

Em um grande momento dentro e fora de campo, as duas equipes prometem fazer uma final disputada. Do lado do Esquadrão de Aço, o zagueiro Juninho apontou a confiança da equipe, mesmo em um momento onde o cansaço físico tem sido um grande adversário por conta da intensa sequência de jogos causada pela readequação do calendário.

Com final emocionante, Bahia despachou o Confiança na semifinal | Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

“Sensação de chegar na final da Copa do Nordeste é um muito gratificante. Disputar o título é muito bom para todo jogador. Estamos confiantes. O cansaço vai haver, estamos com jogo em cima de jogo. É normal. Mas temos que pensar no lado bom. Estamos criando ritmo de jogo. Não é o ritmo que a gente esperava, mas estaremos bem melhor do que no primeiro jogo, contra o Náutico. O cansaço vai haver, mas temos cinco substituições. Acho que dá para todo mundo ir ao cansaço máximo para buscar o título”, disse.

Para o jogo, o técnico Roger Machado não terá o atacante Gilberto, principal jogador do time. Ele teve um estiramento no ligamento colateral medial do joelho esquerdo detectado. Por outro lado, Rossi está recuperado de lesão e treinou normalmente com a equipe na última sexta-feira (31).

CEARÁ

O Ceará conta com integrantes que já levantaram a orelhuda no Esquadrão em 2017: o técnico Guto Ferreira, o lateral-direito Eduardo e o zagueiro Tiago. Outro que já passou pelo Tricolor é o meia Vinícius, principal referência da equipe. Outro que merece destaque é o zagueiro Luiz Otávio, que marcou dois gols contra o Bahia no Campeonato Brasileiro do ano passado, justamente em Pituaçu.

“A gente precisa continuar a melhorar nossos padrões táticos e técnicos. Temos que manter, entrar mais uma vez aguerridos, assim como foi no Clássico. Temos que colocar em prática o que temos trabalhado, porque a final tem 180 minutos e temos que ficar atento todo esse tempo”, disse o defensor.

Para o jogo, o alvinegro não terá o zagueiro Tiago e o atacante Rogério, que estão emprestados pelo Bahia e não podem atuar por cláusulas contratuais.

Ceará eliminou o rival Fortaleza nas semifinais por 1 a 0 | Foto: Jhony Pinho/Agif/Folhapress

A partida terá a presença do árbitro de vídeo (VAR, na sigla em inglês), ferramenta que pode auxiliar o juiz em campo em lances cruciais. Veja o vídeo e relembre o funcionamento: 

FICHA TÉCNICA
Ceará x Bahia
Copa do Nordeste – Final (1º jogo)

Local: Pituaçu, em Salvador
Data: 01/08/2020 (sábado)
Horário: 16h
Árbitro: Wagner Reway (PB)
Auxiliares: Oberto da Silva Santos e Kildenn Tadeu Morais de Lucena (ambos da PB)
VAR: Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE), com auxílio de Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (PE) e Clovis Amaral da Silva (PE)


Ceará: Fernando Prass; Samuel Xavier, Luiz Otávio, Klaus e Bruno Pacheco; Charles, Fabinho e Vina; Fernando Sobral, Rick e Cléber. Técnico: Guto Ferreira.

Bahia: Anderson; João Pedro, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Flávio, Gregore, Élber, Rodriguinho e Clayson (Rossi); Fernandão. Técnico: Roger Machado. Do Bahia Notícias.

Comentários no Facebook