Após divulgar envio de vídeo de Bolsonaro, Vera Magalhães é ameaçada por milícia virtual

Foto: Reprodução


Após a divulgação do disparo de um vídeo do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) chamando para as manifestações do dia 15 de março contra o Congresso, a jornalista Vera Magalhães passou a ser xingada e ameaçada por robôs bolsonaristas.

Vários perfis partiram pra cima da jornalista com piadas, algumas delas requentadas, como a do “dar o furo”, que Bolsonaro fez com a repórter da Folha Patrícia Campos Mello.‌‌‌

De maneira cínica, o diretor do site de fake news, Allan dos Santos fez um vídeo onde agradece à jornalista pela divulgação do ato.

A repórter da revista Época, Juliana Dal Piva” fez post de apoio à colega, onde afirma que “há tempos somos vítimas de machismo no exercício da profissão, mas os ataques de cunho sexual sofridos pela Patrícia Campos Mello parecem ter aberto um flanco para que todas nós agora sejamos vítimas do “quer dar o furo”. Passei por isso semana passada, Vera Magalhães é alvo hoje”.‌

Juliana lembrou ainda que “são atitudes inaceitáveis. Em alguns casos estão vindo até de personalidades e parlamentares. Minha solidariedade a Vera Magalhães. A informação sobre o repasse do vídeo foi confirmada por nós também. Mas nada justifica essa baixaria”.‌ Informações da Revista Fórum.

Comentários no Facebook