Após ser expulso do partido, Maia afirma que DEM diminuiu

O ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia se manifestou em publicação no Twitter, após a executiva nacional do Democratas anunciar, nessa segunda-feira (14), que optou pela sua expulsão do quadro do partido.

“O DEM decidiu me expulsar de seus quadros. O presidente Torquemada Neto, usando o seu poder para tentar calar as merecidas críticas à sua gestão, tomou essa decisão. É lamentável o caminho imposto pelo Torquemada para o partido. Não só por isso, mas também pela sua deslealdade e falta de caráter, pedi a minha desfiliação”, escreveu Maia.

Para o ex-presidente da Câmara, a sigla “diminuiu” com as atuais decisões. “Virou moeda de troca junto ao governo Bolsonaro. Agora é virar a página e juntar forças para um projeto de desenvolvimento do Brasil e em prol dos brasileiros”, avaliou o deputado federal pelo Rio de Janeiro.

Desde as eleições que renovaram a presidência da Câmara e do Senado, Maia tem aumentado o tom com relação ao presidente nacional do DEM, ACM Neto. Em sua mensagem, logo após o anúncio de sua expulsão, Maia compara Neto com Tomás de Torquemada, um inquisidor geral espanhol no século XV. Da Agência Estado.

Não só por isso, mas também pela sua deslealdade e falta de caráter, pedi a minha desfiliação. O partido diminuiu. Virou moeda de troca junto ao governo Bolsonaro. Agora é virar a página e juntar forças para um projeto de desenvolvimento do Brasil e em prol dos brasileiros.— Rodrigo Maia (@RodrigoMaia) June 15, 2021