Bahia perde, mas vai às oitavas da Copa do BR

Com uma grande vantagem após vencer o jogo de ida por 4 a 0, na semana passada, o Bahia garantiu sua vaga entre os 16 melhores clubes da Copa do Brasil após perder por 2 a 1 para o Londrina, na noite desta quinta-feira, no interior do Paraná, em duelo válido pela 4a fase da Copa do torneio, superando o adversário no placar agregado.

Os confrontos das oitavas de final acontecem entre os dias 15/5 e 5/5, e serão definidos por meio de sorteio, que deve acontecer apenas no dia 3/5, após as definições dos outros jogos da 4a fase. Pelo regulamento, o Bahia enfrentará um dos oito clubes brasileiros da Libertadores: Palmeiras, São Paulo, Cruzeiro, Atlético-MG, Internacional, Grêmio, Athlético-PR e Flamengo.

Enquanto aguarda a próxima fase, o Esquadrão concentra todas suas atenções para o Campeonato Brasileiro. A estreia acontece já neste domingo, na Fonte Nova, contra o Corinthians, às 16h.

O Tricolor começou o jogo com um susto. Logo aos 45 segundos, o Londrina abriu o placar com Anderson Oliveira, num vacilo da zaga na saída de bola.

Contudo, o gol não desestabilizou o Bahia, que soube aproveitar os espaços deixados pela postura ofensiva do adversário. Assim, criou chances aos 3, com Artur, em chute cruzado, aos 10, com Fernandão, de cabeça, e aos 19 e aos 20 com Arthur Caíke.

O gol de empate saiu aos 21, com Fernandão, aproveitando um passe errado da zaga do Londrina e tocando com categoria na saída do goleiro. Aos 25, num chute de longa distância, por pouco Douglas Augusto não virou.

Quando o segundo gol era questão de minutos, o Tricolor vacilou e Artur cometeu pênalti em Dagoberto, que bateu a infração e fez 2 a 1, aos 35. Daí em diante, o Bahia mudou sua postura em campo e parou de propor o jogo, administrando a grande vantagem conquistada na Fonte Nova.

Na etapa final, atuando apenas nos contra-ataques, o time foi pressionado e contou com boas defesas de Anderson para assegurar a vaga nas oitavas de final. O Esquadrão teve algumas chances de chegar ao empate, mas foi pouco eficiente nos contra-ataques e nas finalizações. Houve um pênalti sobre Fernandão, aos 8 minutos, não marcado pela arbitragem, mas o erro não fez diferença na classificação do Tricolor.

O Bahia atuou com Anderson; Nino, Ernando, Xandão e Paulinho; Douglas Augusto, Gregore, Arthur Caíke (Shaylon), Ramires (Flávio) e Artur; Fernandão (Gilberto).


Comentários no Facebook