Bahia vence Atlético e está na final do Baianão

Em Alagoinhas, num jogo com gramado encharcado e marcado por lances violentos no primeiro tempo, o Bahia cumpriu sua missão ao vencer o Atlético por 2 a 0, carimbando sua vaga na final do Campeonato Baiano 2019. Na ida, havia vencido o adversário por 3 a 0.

Com o triunfo, o Tricolor também garantiu fazer o jogo decisivo do torneio na Fonte Nova, já que não pode mais ter sua pontuação alcançada por Vitória da Conquista ou Bahia de Feira, que duelam neste domingo (31) pela outra vaga na final. No jogo de ida, em Conquista, a partida terminou empatada em 1 a 1. As finais do Baianão acontecem nos dias 14 e 21 de abril.

Enquanto não chega a disputa pelo título, o Esquadrão concentra seus esforços agora na Copa do Nordeste. Sábado (30), às 16h, a equipe encara o Sampaio Corrêa (MA), em São Luís, pela última rodada da fase de classificação.

Para avançar à próxima fase do torneio, o Bahia precisa vencer e torcer que Náutico (contra o Vitória, no Barradão) ou CSA (contra o Altos, no Piauí) não vençam seus jogos, ou ainda que o Ceará seja derrotado pelo Salgueiro, em Pernambuco. Todos os jogos da rodada acontecem simultaneamente.

O duelo em no Carneirão começou violento, com duas faltas fortes contra Fernandão em quatro minutos. Na segunda, o zagueiro Bremer acabou expulso após uma ‘solar’ o centroavante pelas costas.

O cartão vermelho cedo acirrou os ânimos do adversário, que seguiu fazendo muitas faltas e reclamando muito com a arbitragem. Assim, o que menos se viu em campo na etapa inicial foi futebol. As exceções ficam por um chutaço do meio de campo do Atlético defendido por Anderson, aos 12, e da bela jogada de contra-ataque do gol de Fernandão, aos 47, após passe de Elton para Élber, que cruzou rasteiro para o artilheiro marcar de carrinho na entrada da pequena área.

Mais tranquilo com a vantagem e com um homem a mais em campo, o Bahia administrou bem o segundo tempo e foi criando chances de ampliar naturalmente. Aos 14, Elber invadiu a área e rolou para Douglas Augusto ajeitar e acertar uma bomba no travessão.

O Esquadrão ampliou aos 21, num lance inusitado do canhoto Shaylon, que cortou para a perna direita na entrada da área e chutou colocado, no canto esquerdo goleiro. Com o 2 a 0, e a garantia de fazer a final do Baianão na Fonte Nova, a equipe visivelmente se poupou e só esperou o apito final para comemorar a vaga na decisão do campeonato.

O Bahia atuou com Anderson; Nino (Flávio), Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Elton, Douglas Augusto, Rogério (Ramires), Shaylon e Elber; Fernandão (Gilberto).

Comentários no Facebook