Bahia vence Jacuipense e se aproxima da final do baianão

O Bahia encaminhou sua classificação para a final do Campeonato Baiano. Nessa quinta, 30, em jogo difícil contra o Jacuipense, em Riachão do Jacuípe, o Tricolor fez o necessário para vencer por 2 a 0, e vai decidir a vaga no estádio Pituaçu, no próximo domingo, 2, às 16h.

O time alternativo do técnico Roger Machado apostou na marcação alta para dificultar a vida do adversário, mas teve dificuldades para criar chances quando recuperava a bola. Exemplo disso é o primeiro gol, de Marco Antônio, que saiu de uma jogada completamente casual, em um momento que o Jacuipense começava a encaixar a marcação.

O atacante que saiu da base foi novamente destaque da partida, marcando seu terceiro gol no estadual e se tornando o artilheiro do Esquadrão.

Com o placar desfavorável, o Leão do Sisal se viu obrigado a mudar seu estilo de jogo, e teve mais a bola no segundo tempo. No entanto, o Tricolor soube aproveitar o contra-ataque com um belo toque de juventude: jogada de Saldanha e gol de Alesson.

Ainda assim, o Jacuipense mostrou, por diversas vezes, principalmente durante o segundo tempo, que consegue ser organizado e pode dar trabalho ao Bahia, o que coloca a equipe com boas perspectivas, senão para conseguir reverter o resultado (o que não é impossível, mas muito difícil), pelo menos para o restante da temporada, que tem a disputa da Série C do Brasileirão. Quem se destacou no jogo foi o goleiro do Esquadrão Mateus Claus, que fez duas boas defesas.

Pressão inicial

O primeiro tempo começou com o Bahia pressionando a saída de bola do Jacuipense, que não conseguia avançar muito. No entanto, o Tricolor pouco soube o que fazer com a bola quando a recuperou. Exemplo disso é que as melhores chances surgiram de chutes de fora da área.

Aos cinco minutos, Zeca arriscou, a bola quicou e dificultou a defesa de Luan, que espalmou para fora. Aos 25, Daniel tentou, também de fora da área, e novamente o goleiro defendeu. A bola voltou para Marco Antônio, que parou na defesa. Na sobra, Ronaldo pegou a bola na entrada da área e chutou próximo ao canto esquerdo de Luan, para fora.

A jogada do gol surgiu de um acaso. Marco Antônio errou um passe na entrada da área, mas a bola sobrou para ele mesmo que, de esquerda, acertou um belo chute.

O Leão do Sisal ainda teve uma boa oportunidade aos 42 minutos da primeira etapa. Mauri arriscou de longe, e Mateus Claus espalmou errado, para frente. Porém, o goleiro conseguiu se recuperar a tempo e tirou a bola dos pés do atacante adversário.

Contra-ataque decide

Na segunda etapa, o Jacuipense precisou tomara a iniciativa e correr atrás do resultado. O time de Riachão do Jacuípe teve mais o domínio da bola, e durante os primeiros 15 minutos trocou muitos passes na intermediária ofensiva.

Aos 16, numa jogada sem muita pretensão, a bola sobrou para Thiaguinho na entrada da área. O atacante chutou forte, mas Mateus Claus fez uma boa defesa. O ímpeto do Jacuipense, porém, foi frustrado por um belo contra-ataque do Bahia, apenas dois minutos depois.

Saldanha fez bom lançamento para Alesson, que, de frente para o goleiro, chutou forte, cruzado, para o fundo das redes. Luan chegou a tocar na bola, mas ela passou.

Sem outra opção, o Leão do Sisal teve que se lançar ao ataque. Aos 24, Raniele deu belo drible na entrada da área e chutou forte de direita. Mateus Claus fez nova boa defesa. Aos 26, Rafael Bastos recebeu pela direita e, de dentro da área, arriscou. A bola passou perto da trave direita de Claus.

Aos 35 minutos, Rafael Bastos fez belo cruzamento e Popô, de cabeça, quase marcou. A bola passou próxima ao travessão de Anderson. Informações do Portal A Tarde.

Comentários no Facebook