Camaçari: 25 homicídios são registrados em novembro

Foto: Ilustração (Reprodução /Redes Sociais)

O número de registros de homicídio em Camaçari voltou a subir no mês de novembro. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), foram 25 pessoas mortas entre a Sede e demais localidades. Quatro das vítimas foram mulheres. A SSP-BA ainda registrou duas tentativas de homicídio.

O primeiro homicídio de grande repercussão aconteceu logo no início do mês, no dia 04, quando o cabo da Polícia Militar, Renato Santana Medeiros, de 46 anos, foi morto a tiros dentro de um restaurante na Gleba C. O policial estava almoçando no estabelecimento, localizado na Rua Abaré, quando os bandidos chegaram em um Siena branco e anunciaram o assalto. O PM reagiu e foi alvejado. Os bandidos fugiram, mas foram capturados três dias após o crime.

No dia 10, a jovem Raissa Gabrielle Moreira Farias, de 20 anos, foi morta a tiros quando voltava de uma festa com o namorado, Edson Silvestre Arruda Silva, 26 anos, que também foi alvejado, mas sobreviveu. Segundo informações, Edson teria discutido com alguns homens na festa e ao deixar o local, o casal teria sido perseguido e alvejado por esses homens. Raissa morreu no local e Edson foi socorrido para o Hospital Geral de Camaçari (HGC), de onde foi transferido para um hospital particular. Raissa deixa uma filha.

Já no último dia do mês, Edna Alves de Souza, de 37 anos, foi morta a facadas pelo ex-companheiro no bairro Santo Antônio. O suspeito, Edcarlos Rocha Lima, de 27 anos, foi preso horas depois do crime, no bairro Alto do Triângulo, por uma equipe da CETO.  Segundo informações, ele não teria aceitado o fim da relação. Informações do CN1.

Comentários no Facebook