Camacari: Atividades no Centro Comercial são retomadas, com medidas de prevenção à Covid-19

O Centro Comercial (Feira) voltou a funcionar na manhã desta terça-feira (16/6) com a oferta de gêneros alimentícios e serviços essenciais para os munícipes em horário especial, das 6h às 14h, de segunda a sábado, e das 6h às 12h, aos domingos e feriados. O espaço esteve fechado e com atividades suspensas, conforme medida adotada pela Prefeitura de Camaçari para conter o aumento do número de casos confirmados com o novo coronavírus no município.

Ao abrir a Feira, a prefeitura adotou algumas medidas de segurança. Apenas dois portões foram abertos e por meio de distribuição de senhas é possível ter controle de quantas pessoas estão no interior da feira; duas pias foram instaladas para higienização das mãos; quatro bombeiros civis, distribuídos nos portões de acesso ao estabelecimento fazem a medição da temperatura; e ainda foram espalhados totens de álcool em gel para uso tanto dos permissionários quantos dos clientes que circulam pelo espaço. Para administrar o planejamento elaborado, uma equipe da Secretaria dos Serviços Públicos (Sesp) está no local orientando a todos.

O coordenador do Centro Comercial, Namucies de Souza, acrescenta que mesmo com todos os cuidados adotados para o retorno das atividades, a população precisa continuar adotando as medidas de segurança e tomar todo cuidado para se proteger da Covid-19. “Foi necessário fazermos um planejamento por causa da mudança de rotina aqui na feira, e com isso eu, juntamente com o prefeito Elinaldo Araujo, estamos atentos e buscando a melhor forma de atender e ajudar a cada permissionário, mas pedimos a conscientização de todos, com uso de máscara e álcool em gel”, disse, acrescentando que um veículo está à disposição para encaminhar, se necessário, aquelas pessoas que estiverem com temperatura do corpo elevada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Criada na feira e permissionária há sete anos, Cirleide Amorim Alves, contou que mesmo trabalhando com produtos naturais e desidratados teve dificuldades para administrar os prejuízos, mas entendeu que era importante o fechamento do espaço para segurança de todos. “Estamos em um momento difícil e nada foge do controle de Deus. Entendemos a necessidade de fechar a feira por um período, mas acreditamos que as coisas irão se estabelecer e agradecemos a atenção que a gestão tem tido conosco”, pontuou a proprietária do boxe.

Edilane Alves, permissionária há 30 anos, comemorou a reabertura do espaço. “O coronavírus está avançando e era necessário parar por um tempo para organizar as coisas. Hoje estamos conscientes e tomando todos os cuidados, eu estou usando máscaras e luvas e ainda deixei álcool à disposição dos clientes também”, contou feliz.

Nesse período que o espaço esteve fechado, o coordenador da feira realizou reuniões com os feirantes. Ainda neste intervalo de tempo, a gestão municipal realizou uma ação de higienização e desinfecção de todo ambiente, interno e externo. Informações da assessoria PMC.

Comentários no Facebook