Camaçari: Conselheiro tutelar é alvo de ação de improbidade do MP

O conselheiro tutelar de Camaçari, Leonardo Oliveira Santana, foi acionado hoje, dia 1º, pela 7ª Promotoria de Justiça do Ministério Público estadual em Camaçari por atos de improbidade administrativa que teriam sido cometidos no âmbito do Conselho Tutelar da Orla da cidade. Na ação civil pública, o promotor de Justiça Everardo José Yunes Pinheiro pede que a Justiça determine a perda do cargo de Leonardo, suspenda seus direitos políticos e condene o réu a ressarcir aos cofres públicos os valores atualizados correspondentes ao prejuízo que causou ao erário, por meio da utilização pessoal do veículo e de serviços de motoristas do conselho. 

Na ação, Everardo Yunes afirma que Leonardo utilizou diversas vezes o veículo do conselho e o serviço de motoristas para realizar atividades particulares. A irregularidade foi noticiada ao MP por um motorista que informou ter recebido, entre os meses de fevereiro e junho de 2018, solicitações do conselheiro para que “fizesse favores pessoais”, a exemplo de levar seu filho ao médico, sua esposa para realizar compras, além de transportar outras pessoas, “sempre usando o veículo público e os serviços de motoristas do conselho”. A ação dá conta ainda de que um dos motoristas chegou a ser transferido para outra unidade por ter se recusado a atender os pedidos de Leonardo. Na apuração dos fatos, o MP confirmou a notícia prestada pelo motorista por meio do depoimento de outra conselheira, que afirmou ter presenciado alguns dos pedidos do colega dirigido aos motoristas do conselho. 

MP-BA

Comentários no Facebook