Camaçari: Prefeitura adota medidas de segurança para sepultamentos em cemitérios

Desde o início da pandemia decorrente do Covid-19, a Prefeitura de Camaçari, por meio da Secretaria dos Serviços Públicos (Sesp) vem adotando medidas de segurança para evitar aglomerações e minimizar os riscos de proliferação do novo coronavírus nos cemitérios públicos. A medida temporária segue as determinações estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde, a fim de resguardar os familiares e amigos.

De acordo com a Sesp, durante o velório, o caixão deverá permanecer fechado para ninguém tenha contato com o corpo. O protocolo é válido independente da causa da morte, ficando facultativo aos familiares o sepultamento ou cremação do corpo. Nos casos em que o motivo do falecimento for por Covid-19, o enterro deverá ser realizado em até 24 horas.

Ao todo, o município dispõe de sete cemitérios entre sede e costa, localizados na Gleba C; em Parafuso; na Gleba H; Vila de Abrantes; Arembepe; Monte Gordo e Barra do Pojuca.

“Compreendo que é muito delicado e doloroso perder um ente querido, mas neste momento precisamos tomar algumas medidas preventivas para que não ocorra a transmissão do vírus. Então, é preciso evitar o contato com o corpo e peço a compreensão dos familiares que não peçam para abrir as urnas funerárias e sigam as orientações em prol do bem-estar de todos”, ressalta o titular da pasta, Armando Mansur.

A realização dos sepultamentos deverá ocorrer em um espaço amplo e ventilado. O secretário da Sesp, Armando Mansur, reforça ainda que “apesar de o decreto municipal permitir a participação de um número maior, o ideal é que no máximo 10 pessoas participem da cerimônia, que também deve ser breve, preferencialmente num espaço de tempo de aproximadamente 10 minutos, e sempre respeitando o distanciamento social e o uso da máscara de proteção facial. É importante salientar que também deve ser evitada a participação de pessoas que fazem parte do grupo de risco, a exemplo dos idosos, crianças e gestantes”, concluiu. Informações da assessoria PMC.

Comentários no Facebook