Camaçari: Seduc presta contas do 1º quadrimestre de 2021 em audiência pública

A Câmara Municipal de Camaçari realizou, na manhã desta quarta-feira (2/6), a Audiência Pública para Prestação de Contas da Secretaria Municipal de Educação (Seduc), referente ao exercício financeiro e ações desenvolvidas no 1º quadrimestre de 2021. A discussão foi mediada pelo vereador Jamessom (PSL), presidente da Comissão de Educação e Assistência Social, e a apresentação do relatório ficou a cargo da secretária da pasta, Neurilene Martins.

Ao abrir a atividade, que ocorreu de maneira virtual, via aplicativo de videoconferência, o vereador Jamessom destacou a importância da audiência, por integrar a sociedade no debate sobre a gestão da oferta da educação pública no município. “Essa prestação de contas acontece em respeito aos pais dos alunos, aos alunos, aos servidores e a toda a sociedade camaçariense. A Seduc realiza um trabalho importante que é digno do nosso reconhecimento e nós vamos levar em conta o momento adverso, com desafios impostos pelas restrições adotadas no combate à Covid-19”, comentou o parlamentar.

Ao fazer uso da palavra, a gestora da Seduc expôs uma retrospectiva do trabalho que vem sendo praticado pelos servidores da pasta durante a pandemia, primeiro para garantir a continuidade do processo de aprendizagem em 2020, e em seguida manter a oferta de ensino no ano corrente, não deixando os estudantes desassistidos enquanto vigoram as medidas restritivas que impedem as aulas presenciais. “Não abandonamos nossos estudantes, garantindo a aprendizagem e o desenvolvimento possível”, ressaltou Neurilene.

Encontros formativos semanais, escutas regulares dos comitês escolares, constante diálogo com as famílias e com os educadores, continuidade da entrega de materiais didáticos e de suporte, bem como a manutenção da distribuição do vale merenda para todos os estudantes da rede municipal figuram entre as demais ações citadas durante a apresentação. “Quero destacar o esforço dos servidores da Educação, para fazer tudo isso acontecer. Por reconhecer a importância desta atuação é que investimos em oportunidades formativas visando o aprimoramento dessa inteligência colaborativa”, acrescentou a secretária.

Para além do Programa Mais e Melhor Educação em Casa, a audiência também trouxe dados de investimento em infraestrutura, citando os cerca de R$ 700.000 aplicados na requalificação da Escola Municipal Denise Tavares e da Escola Profª. Ilda Leal Ulm da Silva Caic, bem como os R$ 2.523.626,92 destinados a reparo e manutenção de todas as unidades de ensino. Também houve a apresentação dos dados de repasse do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), que, no primeiro quadrimestre, direcionou 100% do valor recebido – um total de R$ 44.825.113,42 – para a folha de pagamento de pessoal.

No espaço de interação com a sociedade, alguns cidadãos enviaram perguntas à secretária, como é o caso de Marcos de Jesus, que quis saber sobre o posicionamento da prefeitura em relação a não disponibilização de dispositivos eletrônicos e de internet para que os professores possam ministrar as aulas remotas. “Esse é um questionamento importante, que tem sido objeto de nossas discussões. Desde já, posso comunicar que os professores terão os dispositivos e estamos acompanhando as discussões da esfera federal quanto à oferta da internet. Também colocaremos as salas multimídias das escolas para servir de suporte às famílias dos alunos”, revelou Neurilene.

A audiência pública, que foi transmitida ao vivo pela TV Câmara e pelas redes sociais da Casa Legislativa, também contou com a fala dos vereadores presentes e com a participação de técnicos da Seduc, professores, gestores escolares e representantes do Sindicato dos Professores da Rede Pública Municipal de Camaçari (Sispec).  Informações da ascom CMC.