Camaçari: vereador Oziel apresenta proposta de testagem para trabalhadores do comércio

A retomada do comércio em Camaçari está prestes a se tornar uma realidade, mas até que tudo esteja pronto para esse retorno, algumas medidas devem ser observadas para garantir a segurança de todos. E na 6ª Sessão Ordinária realizada na Câmara de vereadores, nesta terça-feira (30), duas propostas que contemplam o combate ao novo coronavírus, foram indicadas. As proposições foram de autoria do vereador Oziel Araújo (PDT).

A primeira proposta, indicada pelo número 231/2020 pede que o poder executivo faça testagem rápida para detecção da covid-19 nos trabalhadores do setor do comércio, pincipalmente os que atuam nos serviços essenciais, liberados pelo decreto municipal. De acordo com o texto, o objetivo da proposta é assegurar aos funcionários do comércio, além dos clientes que frequentam os estabelecimentos não sejam contaminados pela doença.

Reprodução YouTube

A outra indicação, de número 232/2020, sugere que a Secretaria Municipal de Saúde e as demais secretarias envolvidas no combate à  pandemia do ví­rus, busquem estudos e esforços para adotarem protocolo de tratamento preventivo por meio de medicamentos como Azitromicina e Ivermectina, substâncias que tiverem efeito comprovado e estão sendo usadas em larga escala pelas redes pública e particular de saúde: “eu quero aqui, destacar uma reflexão dos vereadores, do público que nos acompanha, com relação ao crescente avanço dos casos de coronaví­rus em Camaçari, eu fiz uma conta muito rápida aqui, em relação à última sessão que tivemos, dia 25, nós saí­mos de 991 casos, para 1.242 casos; é algo em torno de 251 novos casos, apenas de quinta-feira para cá, e a gente percebe, foi, inclusive, colocado na sessão passada, que os testes estão para chegar em Camaçari, que a ausência de testes, inclusive, nos traz uma certa imprecisão nos números que são apontados aqui, por isso eu propus ao governo municipal a análise do protocolo preventivo para o tratamento do coronaví­rus em Camaçari”, justifica.

Foto: Reprodução/ YouTube

O texto sugere ainda que o municí­pio invista para que os medicamentos sejam administrados ainda nas primeiras apresentações dos sintomas no paciente, e cita estados e municípios que fizeram o tratamento com o chamado kit covid-19: Prefeitura Municipal de Aracruz-ES, o Rio Grande do Norte. A ideia da adoção dos medicamentos como tratamento do novo coronavírus é evitar sobrecarga no sistema público de saúde, através dos leitos de UTI: ” algumas prefeituras no Brasil e algumas cidades fora do Brasil, já têm buscado esse tratamento preventivo através de medicamentos disponibilizados para a população, no intuito, exatamente, de retardar o avanço ao agravamento de muitas pessoas que foram acometidas pelo coronaví­rus. Ali, cito apenas nos casos necessários, os medicamentos Ivermectina e Azitromicina, pelo baixo custo que representa, em relação ao alto custo que foi, muitas vezes, feito para a abertura de novos leitos. Fica muito mais barato e acessível adquirir esses medicamentos pela secretaria de saúde do município e tratar preventivamente, do que tentar conter”, defendeu Oziel.

O vereador reforça ainda que sejam adotadas medidas de cuidados após a reabertura do comércio, para evitar um super contágio: ” à medida em que passa a proximidade com o dia primeiro (de julho), que é a reabertura do comércio, nós teremos que ter aí­, redobrados cuidados para que não haja um crescimento fora da escala, e sem precedente em Camaçari; por isso, eu peço aos vereadores, a colaboração para que tenhamos essa matéria aprovada”, finalizou.

As indicações foram aprovadas no plenário, mas aguardam execução pelo executivo.

Comentários no Facebook