Carnaval 2020: policiais penais e civis não irão realizar operação conjunta com a PM

Foto: Divulgação/ Ascom Sinspeb

Em nota à imprensa, o Sindicato dos Servidores Penitenciários da Bahia (Sinspeb), informou que os policiais penais e civis não participarão da Operação Conjunta com a Polícia Militar, durante o Carnaval.

Confira a nota:

Policiais Penais e Civis informam, através desta nota, que não vão realizar operação conjunta com a PM durante o carnaval deste ano e será realizada uma caminhada, neste sábado (22), do Farol da Barra até o Cristo, a partir das 14 h, e durante a Mudança do Garcia, na próxima segunda-feira ( 24), a partir das 9 h.

Além disso, os policiais irão distribuir cartilha de Abuso de Autoridade nos postos da Polícia Civil localizados no circuito do carnaval e vai ser feita a entrega coletiva dos Equipamentos de Proteção Individual como munições e coletes vencidos; os servidores irão também promover Assembleias Itinerantes no interior do Estado para discutir a possibilidade de entrega das horas extras e cargos comissionados.

A Operação Legalidade irá ser intensificada em todo o Estado da Bahia e será elaborada uma moção de apoio à Defensoria Pública e aos petroleiros em greve, essas foram as pautas deliberadas durante a Assembleia Unificada dos Policiais Penais e Civis, que ocorreu nesta quarta-feira(19), na Faculdade Visconde de Cairu, organizada pelo Sinspeb, Sindpoc, Unipol, Aepeb-Sindicato, Assipoc e Sindpep.

“Como não houve abertura de diálogo com o Governo do Estado temos a necessidade de intensificação das ações visando pressionar a gestão estadual a sentar conosco, pois acreditamos que o diálogo e a negociação sempre são os melhores caminhos”, destaca o presidente do Sindicato dos Servidores Penitenciários (Sinspeb), Reivon Pimentel. Informações da assessoria do Sindicato dos Servidores Penitenciários (Sinspeb)

Comentários no Facebook