Cerca de 16 mil pescadores e marisqueiras estão sendo afetados pelo óleo na Bahia

FOTO: Luis Pereira

erca de 16 mil pescadores e marisqueiras foram afetados direta ou indiretamente pelo óleo cru que está atingindo as praias e manguezais da Bahia. Esse dado se refere apenas aos trabalhadores que atuam em Salvador, Vera Cruz, Itaparica até a divisa com Sergipe. A Bahia Pesca ainda não tem os números de outras localidades afetadas nos últimos dias.

Mais de 231 toneladas do material tóxico foram encontradas no Conde, em Entre Rios, Esplanada, Lauro de Freitas, Itaparica, Vera Cruz, Jandaíra, Camaçari, Salvador, Itacaré, Cairu, Uruçuca, Mata de São João. 

Somente em Salvador, foram recolhidas 98 toneladas do óleo. Apesar disso, somente Conde, Entre Rios, Esplanada, Lauro de Freitas, Jandaíra e Camaçari tiveram o decreto de emergência decretado e receberão recursos para a limpeza do material. 

Segundo o vice-governador João Leão, o governo também mandará um ofício para antecipar o seguro-defeso para os pescadores e marisqueiras. “Na minha ótica, vamos sofrer muito ainda pela frente. Pra mim, isso aí não vai ficar só nessas manchas que chegaram até agora. Isso pra mim é uma grande mancha que pedaços dela vão se desprendendo e esses pedaços vão chegando às praias com maior rapidez em função das correntes marítimas. Vamos ter que descobrir onde está essa mancha para tentar, via Marinha, fazer o sugamento disso, mas não é fácil achar a mancha”, previu Leão.

Nesta terça-feira (22), ele anunciou que o grupo Neoenergia dará mil kits para atender a população que quer ajudar na limpeza. Além disso, chegarão mil capelães para auxiliar no trabalho nas praias. Informações do Bnews.
 

Comentários no Facebook