Com pista em manutenção, aeroporto de Salvador tem voos redirecionados e atrasados

Foto: Divulgação

Aa pista principal do Aeroporto de Salvador ficou inoperante na madrugada desta terça-feira (11) por conta de buracos. A situação permanecia até o início da noite. De acordo com a Vinci Airports, que administra o terminal aéreo, foi preciso fazer uma manutenção preventiva no local. Por isso, o aeroporto ficou operando com extensão reduzida e, ainda conforme a empresa, o fluxo da pista foi interrompido por segurança e alguns voos foram remanejados para outras cidades. 

A professora universitária Carola Rapp tinha voo às 17h pela Latam, que inicialmente foi adiado para às 18h para que ela não perdesse a conexão em Guarulhos, às 22h40, para o voo internacional com destino à Alemanha, onde pretende passar as férias. “Eles nos afirmaram que os voos grandes não estavam conseguindo pousar por causa do buraco. Nos disseram que estavam tentando consertar o buraco para ver se era possível sair voos de Salvador ainda hoje”

Segundo ela, a companhia distribuiu vouchers de táxi para que passageiros que tiveram voos cancelados pudessem voltar para casa, mas as pessoas retornaram aos guichês reclamando que os taxistas não estavam aceitando o ticket. No local, Carola foi informada de que quatro voos da Latam foram afetados.

A docente reclamou ainda que o ar-condicionado não estava funcionando ou não estava dando conta da quantidade de pessoas que enfrentavam as filas dos guichês em busca de respostas.

(Foto: Hilza Cordeiro/CORREIO)

A bancária paulista Maísa Vieira chegou ao Aeroporto por volta das 16h e enfrentou uma fila de duas horas só para poder fazer o check-in. Ao chegar no balcão, foi informada de que havia problemas na pista e que o voo dela, marcado para as 19h25, seria remarcado para as 21h30, se a pista voltasse a operar. Em Salvador a lazer, ela veio acompanhada da mãe e da tia, que tiveram voos remarcados para esta quarta-feira (12). As parentes retornaram para o hotel e ela permanecia no terminal às 20h aguardando respostas. Todas iam para Guarulhos. Maísa decidiu esperar porque trabalhará nesta quarta. “Tudo indica que vou ter que me justificar com o chefe e pedir reembolso”, disse.

No aeroporto, Graça Borges espera pela filha de 10 anos, que está sozinha em Aracaju. “Eu vim pegar minha filha de 10 anos, que estava na Disney e chegou hoje de manhã. Meu irmão colocou ela no avião para e eu vim buscar a, só que (o avião) não desceu e foi para Aracaju”, explica. “Existe previsão de sair de lá às 20h. No aeroporto não acha ninguém para falar, quem me deu a previsão foi a surpevisora da Gol. Minha filha tem 10 anos. Se não vier hoje, ela vai dormir como lá?”, questiona. “Ela está cansada, exausta, e clar que uma criança fica abalada”, diz. “Ninguém sabe prque esse buraco, teve esse problema em janeiro. O aeroporto já ficou fechado pelo mesmo motivo. Que conserto é esse?”.
 

Graça (Foto: Hilza Cordeiro/CORREIO)

As agentes de eventos paulistas Valquíria Azevedo e Cristiane Alves vieram a trabalho para Salvador e chegaram ao aeroporto por volta das 18h20. As amigas tinham voo às 19h05 e, como tinham feito o check-in pelo celular, foram direto para o embarque. No portão, descobriram que o voo estava cancelado. Ambas se dirigiram para o guichê da companhia e ficaram cerca de 1h30 paradas na fila, sem respostas sobre o destino delas, e decidiram deixam a mala guardando o lugar. A dupla revolveu sentar apoiada numa pilastra para descansar enquanto tentavam comprar passagens em aviões menores, que têm operação normal na pista auxiliar do aeroporto.

O deputado federal Zé Neto (PT) usou as redes sociais para reclamar do problema. “Aeroporto de Salvador interditado por conta de um buraco na pista, em virtude de uma manutenção mal formulada pela empresa Vinci. Diversos Dep. Fed., dentre eles o Dep. Jorge Solla, Dep. Carletto e Dep. Isidório, desde 15:10, ainda sem previsão de liberação dos voos”, escreveu.

Passageiros marcaram lugar na fila com as malas (Foto: Hilza Cordeiro/CORREIO)

Em nota, a Vinci Airports informou que o aeroporto passa por manutenção preventiva e está com extensão reduzida de operação desde as 2h17. Durante o trabalho, notaram que a área de isolamento precisaria ser aumentado, o que dificultaria o trânsito de aeronaves. “Para garantir a segurança das operações e dos passageiros, a Concessionária optou por interromper o fluxo na pista até a conclusão do serviço. Com isso, a maior parte dos voos domésticos está sendo direcionada para a pista auxiliar (17/35), que opera normalmente”, diz o texto.

As companhias foram avisadas e a orientação é que os passageiros verifiquem o status dos seus voos junto às empresas. A previsão de reabertura da pista principal é para 20h20. Informações do Correio.

Comentários no Facebook