Com quatro jogos fora, Vitória tem reta final intensa na Série B

Cinco dias: este é o tempo que o técnico Rodrigo Chagas terá para colocar o Vitória nos trilhos durante os treinos, após iniciar 2021 com tropeço em casa. O empate de 1×1 diante do Operário, no primeiro jogo do novo ano, manteve o time em situação delicada na Série B do Campeonato Brasileiro. O Leão soma 37 pontos, segue em 15º lugar e a dois pontos da zona de rebaixamento. O lado positivo: a diferença para o Z4 aumentou porque Figueirense e Náutico perderam na 32ª rodada.

O time precisa de ajustes e o melhor momento para fazê-los é agora, já que não terá compromissos durante a semana. Rodrigo Chagas terá a oportunidade de realizar cinco treinamentos seguidos antes de encarar o América-MG. O primeiro deles ocorreu ontem, quando o elenco se reapresentou na Toca do Leão. 

O duelo com o líder da Série B acontece no sábado (9), às 19h, no estádio Independência, em Belo Horizonte. Depois, o Vitória fará três jogos com intervalo de apenas três ou quatro dias entre cada um deles. Por ordem cronológica, os rivais são Avaí (dia 13), Chapecoense (17) e Guarani (20). Detalhe: o único no Barradão será contra a Chapecoense.

“Sabemos que serão jogos difíceis, mas vamos nos preparar bastante para corrigir os erros que tivemos”, projetou Rodrigo Chagas. O mês de janeiro será intenso para o elenco principalmente pela necessidade de vencer para espantar o risco de rebaixamento à Série C. Cinco dos seis confrontos restantes são contra times que estão acima do Leão na tabela, entre eles os dois pleiteantes ao título – América e Chapecoense.

O rubro-negro só terá novamente uma semana inteira para treinar antes da penúltima rodada da competição, quando receberá no dia 26 o Botafogo-SP, único entre os adversários restantes que apresenta campanha pior que o Leão. Com apenas 27 pontos, o time paulista ocupa a vice-lanterna atualmente e é provável que já esteja rebaixado quando cruzar o caminho do time baiano.

Além do curto intervalo entre os jogos, os mandos de campo tendem a tornar o calendário ainda mais puxado. Nenhum dos concorrentes diretos jogará tantas vezes como visitante nas seis rodadas finais quanto o Vitória: quatro. Além de América, Avaí e Guarani, o Leão também visita o Brasil de Pelotas na última rodada. 

O Figueirense, Paraná e o CRB farão três partidas em casa e três fora. Já o Náutico terá quatro compromissos como mandante e só dois como visitante.

A tabela do Vitória:

33ª rodada – 09/01 (sábado) – 19h
América-MG x Vitória
Estádio Independência

34ª rodada – 13/01 (quarta-feira) – 19h
Avaí x Vitória
Estádio Ressacada

35ª rodada – 17/01 (domingo) – 16h
Vitória x Chapecoense 
Estádio Barradão

36ª rodada – 20/01 (quarta-feira) – 16h
Guarani x Vitória 
Estádio Brinco de Ouro

37ª rodada – 26/01 (terça-feira) – 21h30
Vitória x Botafogo-SP
Estádio Barradão

38ª rodada – 30/01 (sábado) – 16h30
Brasil de Pelotas x Vitória
Estádio Bento Freitas. Informações do Correio*.
 

Comentários no Facebook