Confiança do comércio recua 0,9 ponto em janeiro

A woman walks past mannequins at the Saara street market, amid the outbreak of the coronavirus disease (COVID-19), in Rio de Janeiro, Brazil November 19, 2020. Picture taken November 19, 2020. REUTERS/Pilar Olivares

O Índice de Confiança do Comércio, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), recuou 0,9 ponto de dezembro de 2020 para janeiro deste ano e chegou a 90,8 pontos, em uma escala de zero a 200. Com o resultado, o indicador registrou a quarta queda consecutiva.

A confiança caiu em três dos seis principais segmentos do comércio pesquisados pela FGV. A queda foi puxada pelo Índice da Situação Atual, que mede a confiança do empresário no momento presente e que recuou 3,6 pontos, atingindo 90 pontos, o menor nível desde junho de 2020 (86,1).

Já o Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, subiu 2 pontos e chegou a 92,1.

“A piora segue influenciada pela redução no ritmo de vendas atual, resultado da cautela dos consumidores. Apesar do avanço das expectativas em relação aos próximos meses, a melhora ainda não reflete otimismo, apenas uma redução do pessimismo. Diante desse cenário, ainda não é possível vislumbrar uma retomada consistente do setor nos próximos meses, que depende da recuperação do mercado de trabalho e da confiança do consumidor”, disse o pesquisador da FGV Rodolpho Tobler. Agência Brasil.

Comentários no Facebook