Cúpula do PT avalia que Pelegrino será alternativa caso Bellintani não seja candidato

Foto: Reprodução

A cúpula do PT avalia que o deputado federal licenciado e secretário de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Nelson Pelegrino, será a alternativa da sigla para postular o Executivo soteropolitano, caso o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, decida não ser candidato a prefeito de Salvador em 2020.

A avaliação dentro da cúpula é que “ninguém no PT se preparou” o suficiente para postular o Palácio Thomé de Souza ao não conseguir “se fazer conhecido, rodar a cidade, ter projeção eleitoral”. Neste sentido, Pelegrino é considerado como alternativa a Bellintani por ter recall eleitoral, já que disputou outras vezes o cargo.

Lembra a cúpula que o melhor desempenho da sigla na capital baiana foi em 2012 quando o hoje titular da Sedur chegou ao segundo turno contra ACM Neto (DEM), que acabou vitorioso. A ida de Pelegrino para secretaria foi vista como um abandono do projeto dele de ser postulante à prefeitura, já que teria que deixar a pasta com menos de quatro meses.

O deputado sempre refutou a tese e tem dito que no momento ocupa “o banco de reserva”. No entanto, se for convocado pelo governador Rui Costa (PT), ele será candidato a prefeito da capital. A expectativa era de que de Bellintani deixasse o Bahia para entrar na corrida eleitoral ainda em dezembro.

O dirigente do Esquadrão disse recentemente que tem conversado com lideranças políticas para definir se vai entrar ou não na briga pelo Palácio Thomé de Souza. Publicamente, lideranças do PT, como Josias Gomes, já abriram as portas da legenda para Bellintani. 

Dentro do grupo de Neto, o entendimento é de que o PT ou deve apostar no deputado estadual Robinson Almeida como um rosto novo, já que nunca competiu por um cargo majoritário. Ou vai mesmo com Pelegrino que, entre os petistas, teria maior capital eleitoral. Informações do Bahia Notícias.

Comentários no Facebook