Defesa Civil pede demolição total do imóvel que marquise desabou e deixou 13 pessoas feridas em Candeias

Foto: Reprodução

Defesa Civil de Candeias condenou o imóvel e solicitou a demolição total da casa, nesta terça-feira (8), após a marquise desabar e deixar 13 pessoas feridas, na segunda-feira (7), na Rua Esperança, em Candeias, Região Metropolitana de Salvador. 

Em entrevista a Record Tv, o superintendente da Defesa Civil, Everton Souza informou que durante vistoria dos técnicos foi constado a necessidade de demolição da casa. “Analisamos e constatamos que derrubar totalmente a estrutura é a única opção para segurança dos moradores e vizinhos”, diz.

Já Jaime, um dos proprietários da casa e irmão de Iraci, uma das vítimas do acidente, contesta a decisão do órgão. “Não queremos a destruíção por inteiro da casa, e sim da laje frontal que desabou. E assim reformaremos o restante do imóvel. Mas perder tudo, não achamos certo. A casa estava em reforma tem areia, cimento, tudo dentro da casa”, afirma.

Segundo a secretaria de Saúde de Candeias doze pessoas continuam internadas em unidades de saúde de Candeias e Salvador, a maioria com lesões nas pernas. 

As aulas na escola particular que realizava o desfile no momento do desabamento está com as aulas suspensas. Informações do Bnews.

Comentários no Facebook