Depois de nove partidas sem vencer, Bahia supera o Botafogo fora de casa

Foto: Reprodução

O Bahia enfim acabou com a agonia. Após um longo jejum de nove partidas, o Esquadrão de Aço bateu o Botafogo por 2 a 1 na noite desta quarta-feira (30) em pleno estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Considerados como dúvidas até momentos antes do jogo, os atacantes Élber e Gilberto colocaram a bola na rede. Pedro Raul descontou para o time da casa.

Com o resultado, o Tricolor vai aos 12 pontos e sobe para o 16º lugar. A caminhada dos comandados de Mano Menezes continua no próximo domingo (4) contra o Sport, às 18h15, em Pituaçu.
 

O JOGO

No jogo de duas equipes desesperadas para melhorar no Brasileirão, Botafogo e Bahia começaram a partida em velocidade, mas sem criar grandes oportunidades de gol. A primeira tentativa do Bahia só surgiu aos 13. De fora da área, Juninho Capixaba mandou uma bomba e a bola passou por cima.

Dois minutos depois, uma oportunidade mais aguda. Clayson recebeu lançamento de Gregore, cruzou para Gilberto e Diego Cavalieri conseguiu intervir. Com 18 minutos, Gilberto cabeceou cruzamento de Marco Antônio por cima da meta.

Cavalieri salva o Botafogo

Aos 22 minutos, após cobrança de falta, Ernando cabeceou para o chão e Diego Cavalieri fez uma grande defesa.

Na sequência da primeira parte, o Bahia perdeu força ofensiva e viu o Botafogo chegar, mas sem causar muito susto. O lance mais perigoso obrigou o goleiro Douglas a sair da área para socar a bola aos 32 minutos.

Gilberto sai do jejum e coloca o Bahia na frente

Após um longo jejum de 13 jogos sem marcar, Gilberto enfim foi às redes. Aos 41 minutos, Marco Antônio cobrou falta primorosa para o camisa 9 cabecear firme para a rede.

Segundo tempo

O Bahia perdeu uma ótima oportunidade de ampliar o marcador logo no começo da segunda parte. Aos sete minutos, Clayson deu ótimo passe para Ramires. De frente para o gol, o meio-campista bateu muito mal e a bola foi por cima.

Aos 12, quase o Botafogo marcou. Após falta cobrada na grande área, Rafael Forster subiu muito, cabeceou e o goleiro Douglas deu um tapinha na bola para a linha de fundo. Três minutos depois, Rentería cruzou na área e Matheus Babi, com toda a liberdade, colocou a bola para fora.

Durante a segunda etapa, Mano Menezes efetuou mudanças no time e uma delas quase marcou aos 22. De fora da área, Daniel chutou colocado e a bola passou muito perto.

Aos 33, o Botafogo trocou passes no lado esquerdo, Rhuan tocou para Rentería, que chutou e só não atingiu a rede porque Lucas Fonseca desviou.

Élber faz o segundo

O Bahia deu o golpe final no Botafogo aos 39 minutos. Daniel deu um belo passe na esquerda para Juninho Capixaba, que cruzou rasteiro para Élber completar para o fundo da rede.

Pedro Raul desconta

A equipe tricolor ainda sofreu antes de garantir o triunfo. Aos 45, Rhuan cruzou na área e a bola sobrou com Pedro Raul, que chutou para o gol e viu ela tocar em Nino Paraíba antes de morrer na rede.

Próximo do fim da partida, uma pequena confusão gerou o uso do árbitro de vídeo. Após Rossi fazer falta em Barrandeguy e tomar um chute de troco, o zagueiro do alvinegro foi expulso e o atacante tricolor saiu com um amarelo.

FICHA TÉCNICA
Botafogo 1 x 2 Bahia
Campeonato Brasileiro – 1ª rodada

Local: Nilton Santos, no Rio de Janeiro
Data: 30/09/2020 (quarta-feira)
Horário: 21h30
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Auxiliares: Daniel Henrique da Silva Andrade e Jose Reinaldo Nascimento Junior (ambos do DF)
VAR: Wagner Reway (PB), auxiliado por Christiano Gayo Nascimento (DF) e Ciro Chaban Junqueira (DF).

Cartões amarelos: Victor Luis, Barrandeguy (Botafogo) / Juninho Capixaba, Rossi (Bahia)

Cartão vermelho: Barrandeguy (Botafogo)

Gols: Gilberto (Bahia)


Botafogo: Diego Cavalieri; Kanu, Rafael Forster e Sousa (Davi Araújo); Caio Alexandre, Rentería, Bruno Nazário, Victor Luís e Kevin (Barrandeguy); Kalou (Rhuan) e Pedro Raul. Técnico: Paulo Autuori. 

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Gregore, Elias (Daniel), Ramires (Rossi) e Clayson (Élber); Marco Antônio (Ronaldo) e Gilberto (Saldanha). Técnico: Mano Menezes. Informações do Bahia Notícias.

Comentários no Facebook