Deputada Flordelis vai depor em Brasília sobre morte do marido

A deputada federal Flordelis (PSD-RJ) optou por não prestar depoimento no Rio de Janeiro sobre o assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo. Ela pediu para ser ouvida em Brasília, onde também tem domicílio. A Justiça acatou o pedido.

A 3ª Vara Criminal de Niterói (RJ) ouve, nesta quinta-feira (31/10/2019), dois filhos da parlamentar. Lucas e Flávio dos Santos foram indiciados pelo envolvimento na morte do pastor. Eles estão presos desde 17 de junho — um dia depois do assassinato.

O pedido de Flordelis foi feito no último dia 15. O depoimento da parlamentar será em uma das varas criminais da Justiça do DF. O advogado da parlamentar, Fabiano Migueis, disse que Flordelis ainda não foi intimada para depor.

“Ela tem domicílio aí [Brasília] e usou a prerrogativa, o direito legal dela. Não tem nenhum motivo específico”, resumiu o defensor ao ser perguntado. “A carta precatória é expedida pela Justiça do Rio de Janeiro e distribuída no Tribunal de Justiça de Brasília, que vai nomear algum juiz para colher o depoimento dela”, prosseguiu.

A Polícia Civil abriu um novo inquérito para apurar o envolvimento de outras pessoas no crime, além de Lucas e Flávio. Os investigadores não descartam a participação da deputada no assassinato. Flordelis já foi acusada por parentes de ser a mandante do crime. Hoje, o caso está sob sigilo. Informações do Metrópoles.

Comentários no Facebook