Deputados estaduais discutem atração de nova fábrica para substituir a Ford

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Nelson Leal (PP), conversou com o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Bahia, Júlio Bonfim, e outros sindicalistas sobre o fechamento da planta da Ford, em Camaçari, medida que eliminará 12 mil empregos diretos e outros 50 mil indiretos – “um desastre de proporções ainda não dimensionadas e inédito na Bahia”, conforme frisou o presidente do Legislativo. Preocupa ao parlamentar e aos operários o impacto social desse ato que a empresa adotou de forma unilateral e que terá reflexo direto na vida de cerca de 150 mil baianos, a maior parte de camaçarienses.


Recepcionaram os operários os deputados Rosemberg Pinto (PT), Vitor Bonfim (PL), Olívia Santana (PC do B), Hilton Coelho (Psol), Jurailton Santos (Republicanos), José de Arimateia (Republicanos), Júnior Muniz (PP), Zó (PC do B), e o deputado federal Sargento Isidório (Avante), que manifestaram espanto e preocupação idêntica à expressa pelo chefe do Legislativo. Os parlamentares se prontificaram em construir uma Frente Parlamentar suprapartidária em defesa da fábrica da Ford, que o deputado Nelson Leal acredita será integrada pelo conjunto dos 63 deputados estaduais – uma resposta unânime e decidida do Parlamento em favor dos interesses dos baianos e da Bahia.


“A resposta para essa tragédia econômica e social só pode ser dada com a atração de um grande investimento, de uma nova montadora, para ocupar a lacuna deixada pela Ford. São 12 mil empregos diretos perdidos, fora os mais de 50 mil gerados indiretamente, injetando cerca de R$ 500 milhões por mês na nossa economia”, frisou Nelson Leal. Esses números – iniciais – são do Sindicato dos Metalúrgicos, pois se trata de uma das maiores geradoras de impostos do Estado e o impacto financeiro pode ainda ser maior, dada à redução de consumo a que os todos os trabalhadores que serão demitidos serão forçados.


Para os parlamentares, o quadro é grave e, apesar de não subdimensionarem a questão financeira que pode até ser equacionada a médio prazo, a perda de empregos é um desastre imediato e sem proporções dimensionadas. O líder da bancada da maioria, deputado Rosemberg Pinto (PT), informou a todos que o governador Rui Costa e o secretário do Desenvolvimento, João Leão, já trabalham para que uma nova indústria automobilística, principalmente da China, assuma as instalações da Ford com uma nova montadora. Para o deputado Nelson Leal, “esta é a nossa grande aposta e, também, a nossa esperança”, concluiu o presidente da ALBA, que sinalizou com a instalação de uma Frente Parlamentar para tratar do assunto.

Comentários no Facebook