Desemprego nos EUA cai ao menor nível desde o início da pandemia

A economia dos Estados Unidos criou 1,4 milhão de vagas em agosto, informou o Departamento de Trabalho do governo nesta sexta-feira (4). Com esse aumento, o desemprego do país recuou para 8,4%, o menor patamar registrado desde março, quando começou a pandemia do novo coronavírus.

A força de trabalho da população aumentou 0,3% em agosto, o que indica um fortalecimento dos negócios e, ao mesmo tempo, maior confiança de quem busca emprego. 

O resultado de agosto representa a quarta reação mensal consecutiva do mercado de trabalho americano desde o tombo em abril, quando mais de 20 milhões de pessoas perderam emprego no país. Essas demissões provocaram uma taxa de desemprego de 14,7%, maior nível desde a Grande Depressão.

Setores

A indústria, que foi severamente afetada nos EUA pela pandemia, conquistou números animadores em agosto. O segmento de bebidas e alimentação contratou 134 mil pessoas no mês passado. Desde abril, já são 3,6 milhões de vagas criadas.

No varejo, 249 mil postos de trabalho foram criados em agosto. O setor, porém, ainda tem um saldo negativo de 655 mil empregos em relação a fevereiro, antes da pandemia. Do R7.

Comentários no Facebook