Em crise, Bahia encara o líder Internacional no Beira-Rio

Foto: Reprodução

Ainda sem técnico, há quatro partidas sem vencer e vindo de goleada sofrida dentro de casa, o Bahia, como se já não bastasse a má fase, ainda vai encarar neste domingo, 6, às 16h, o líder, Internacional, no Beira-Rio, pela oitava rodada da Série A.

Nos últimos anos, o Colorado tem sido um verdadeiro carrasco do Tricolor, que foi derrotado nos últimos cinco duelos com os gaúchos. Ao longo da história, apesar do inesquecível bicampeonato brasileiro conquistado em final contra o Inter, o time baiano leva a pior, de longe. Foram 52 jogos, com apenas 11 triunfos, 14 empates e 27 derrotas. A última vez em que o Esquadrão conseguiu se impor contra o Colorado foi no ano de 2014, pela Copa Sul-Americana.

Além do péssimo histórico recente diante do time gaúcho, o Bahia também não tem levado a melhor quando enfrenta o líder do momento do Brasileirão.

No ano passado, o Tricolor só viveu essa situação em uma oportunidade, e foi contra o Flamengo. Perdeu por 3 a 1, de virada, no Rio. Já em 2018, encarou o líder da Série A de momento em duas oportunidades, e novamente saiu derrotado: 2 a 0 diante do Flamengo e 1 a 0 frente ao São Paulo.

Escalações

Sem Roger Machado, demitido, quem vai ficar à beira do gramado para comandar o Bahia é o auxiliar Cláudio Prates, que terá problemas para montar a equipe titular. Lesionados, o lateral João Pedro e o goleiro Douglas seguem sem condições de jogo. Além deles, também estão fora, por questões contratuais, o lateral Zeca e o meio-campista Ramon. Por outro lado, os volantes Gregore e Ronaldo estão à disposição.

No Inter, o lateral Moisés, envolvido na negociação com Zeca, também não poderá atuar por cláusula contratual. Além disso, Rodrigo Lindoso, Lucas Ribeiro e João Peglow contraíram o coronavírus. William Pottker, Yuri Alberto e Guerrero, fora da temporada, estão lesionados. Informações do Portal A Tarde.

Comentários no Facebook