Em final brasileira, Ítalo vence Medina em Pipeline e conquista título Mundial de Surfe

Rio de Janeiro - O surfista paulista Gabriel Medina durante o Billabong Rio Pro 2014, etapa brasileira do circuito mundial de surfe (WCT), na praia da Barra da Tijuca. Fotos de Fernando Frazão

Em final brasileira, Ítalo Ferreira venceu o compatriota Gabriel Medina e conquistou o inédito título mundial de surfe, na noite desta quinta-feira (19), em Pipeline, no Havaí. O campeão fez uma nota de 15.56 contra 12.94 do adversário. 

Medina e Ítalo eram os únicos com chances de título após o americano Kolohe Andino deixar a disputa. Com isso, os brasileiros foram passando nas baterias e se encontraram na grande decisão de Pipeline. Melhor para Ítalo, que conquistou seu primeiro título mundial.

Com o título, o potiguar se junta ao próprio Medina, que venceu em 2014 e 2018, e a Adriano de Souza, o Mineirinho, que triunfou em 2015, como os brasileiros campeões mundiais de surfe. 

SEMIFINAIS:

Italo Ferreira (BRA) 14,77 x 2,57 Kelly Slater (EUA)
Gabriel Medina (BRA) 13,00 x 7,10 Griffin Colapinto (EUA)

QUARTAS DE FINAL:

1 – Italo Ferreira (BRA) 15,66 x 13,50 Yago Dora (BRA)
2 – Jack Freestone (AUS) 9,26 x 12,94 Kelly Slater (EUA)
3 – Gabriel Medina (BRA) 17,63 x 12,33 John John Florence (HAV)
4 – Griffin Colapinto (EUA) 9,84 x 8,77 Michel Bourez (FRA)

OITAVAS DE FINAL:

1 – Italo Ferreira (BRA) 11,84 x 4,23 Peterson Crisanto (BRA)
2 – Yago Dora (BRA) 7,50 x 6,27 Julian Wilson (AUS)
3 – Ricardo Christie (NZL) 4,23 x 5,00 Jack Freestone (AUS)
4 – Seth Moniz (HAV) 6,20 x 7,33 Kelly Slater (EUA)
5 – Gabriel Medina (BRA) 4,23 x 1,13 Caio Ibelli (BRA)
6 – John John Florence (HAV) 5,66 x 3,90 Soli Bailey (AUS)
7 – Jesse Mendes (BRA) 8,50 x 10,67 Griffin Colapinto (EUA)
8 – Michel Bourez (FRA) 13,43 x 9,50 Kolohe Andino (EUA). Informações do Bnhia Notícias.

Comentários no Facebook