Escolas cívico-militares terão aulas de ‘valores e atitudes’, diz MEC

Uma das principais bandeiras do Ministério da Educação (MEC) no governo do presidente Jair Bolsonaro, o programa de implantação de escolas cívico-militares vai dedicar um tempo semanal nas unidades para aulas de “desenvolvimento de valores e atitudes”. 

De acordo com reportagem do jornal O Globo, o “Projeto Valores” vai recomendar o ensinamento de virtudes como “respeito, solidariedade, responsabilidade, honestidade”.

O tema foi mencionado em e-mail da subsecretaria de Fomento às Escolas Cívico-Militares do MEC enviado à secretaria de Educação do estado de São Paulo. O documento foi revelado pelo site Fiquem Sabendo, que obteve o conteúdo por meio de Lei de Acesso à Informação (LAI) . 

O ministério não detalhou, de maneira concreta, como o projeto será implementado. “Essas atividades não tem um formato único. Elas devem ocorrer pelo menos durante uma hora-aula, uma vez por semana (não sendo opcional) e em outras oportunidades que podem ser promovidas pela escola. Não necessariamente devem ocorrer na sala de aula. Podem ser realizadas no pátio, na biblioteca, numa roda de conversas etc.”, afirma a nota da pasta.

O projeto estará definido no Manual das Escolas Cívico-Militares, que “está em revisão final interna no MEC e será divulgado em breve”.

A Bahia vai receber uma escola do modelo cívico militar, na cidade de Feira de Santana. De acordo com a deputada federal Daiyane Pimentel (PSL), a unidade será a Escola Municipal 15 de Novembro, no distrito de Jaíba, região rural do município. Via Metro1.

Comentários no Facebook