Espanha pedirá apoio da ONU em atual crise migratória

A ministra das Relações Exteriores da Espanha, Arancha González Laya, anunciou que pedirá em seus encontros desta sexta-feira (20) com chefes de agências da ONU, em Genebra, que apoiem o país na atual crise migratória nas ilhas Canárias.

Em entrevista coletiva em Berna, na Suíça, González Laya afirmou que pedirá “apoio às organizações que trabalham na Espanha e com a Espanha, especialmente a Organização Internacional para as Migrações (OIM) e o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), para que continuem seu trabalho.

Essa tarefa, de acordo com a ministra, consiste em “acolher, acima de tudo, aqueles que são beneficiários do direito de asilo ou refúgio na Espanha” e apoiar “repatriações de migrantes irregulares que retornarão aos seus países de origem.”

Em suas reuniões com o Diretor Geral da OIM, António Vitorino e o Alto Comissário do ACNUR, Filippo Grandi, González Laya disse que a Espanha também “transmitiria seu compromisso de respeitar as obrigações internacionais na área de migração e asilo.”

“Há uma mensagem muito clara de compromisso, por parte da Espanha, em gerir a migração como sempre fez, de forma responsável e solidária, mas também com tolerância zero em relação às redes criminosas que vemos atualmente contrabandeando pessoas”, afirmou. Da Agência EFE.

Comentários no Facebook