Exame de DNA comprova que tio estuprou menina de 10 anos no Espírito Santo

Um exame de DNA confirmou que o tio de 33 anos estuprou e engravidou a menina de 10 anos em São Mateus, no Espírito Santo. O caso ganhou repercussão nacional quando a menina encontrou dificuldade em realizar o aborto garantido por lei.

O resultado, obtido com exclusividade pela Rede Gazeta, revelou que o DNA do acusado e do feto são compatíveis. A análise ficou pronta na última terça-feira, 25, e foi enviada ao Ministério Público do Espirito Santo (MP-ES). O tio da criança está preso desde 18 de agosto. Se condenado, a pena pode chegar a 15 anos de prisão.

Entenda o caso

A gravidez da vítima foi revelada no dia 7 de agosto, quando a menina foi ao hospital, na cidade de São Mateus, se queixando de dores abominais. A menina relatou que começou a ser estuprada pelo próprio tio desde que tinha 6 anos e que não o denunciou porque era ameaçada.

Ela interrompeu nesta segunda-feira, 17, a gravidez e está fora de perigo após realizar legalmente o aborto. O quadro de saúde dela é bom de acordo com comunicado do no Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam), hospital de referência em Pernambuco, onde ela realizou o procedimento.

A lei brasileira prevê o direito ao aborto quando a gestação decorre de estupro e quando há risco de morte para a mãe — o episódio atual se insere em ambos os casos—, além de nos casos de anencefalia do feto. A violência contra a menina de São Mateus, cidade a 218 km de Vitória, ganhou repercussão nacional. Informações do Portal A Tarde.

Comentários no Facebook