Frente anti-Bolsonaro fracassa nas eleições municipais e esquerda só se une em Florianópolis

Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul.

As forças de centro-esquerda que fazem oposição a Jair Bolsonaro não conseguiram emplacar uma frente ampla contra o presidente nas capitais. Segundo a coluna de Mônica Bergamo, na Folha, até agora, apenas em Florianópolis as principais legendas se uniram em torno de um mesmo nome. O prazo para definição de candidaturas termina hoje (16).

Na capital de Santa Catarina, PSOL, PDT, PT, PCdoB, PSB e Rede vão lançar o engenheiro Elson Pereira (PSOL-SC) para a disputa. Ele enfrentará o prefeito Gean Loureiro, do DEM, candidato à reeleição.

Já em Belém, haverá uma aliança, mas com menos partidos: PSOL, PDT e PT se uniram em torno de Edmilson Rodrigues (PSOL), que pode ter o apoio do PCdoB. Nas demais, não houve acordo.

Em Salvador (BA), por exemplo, o PDT se aliou ao DEM para apoiar a candidatura do atual vice-prefeito, Bruno Reis. O adversário maior é o PT, que lança a major Denice Santiago na disputa pela prefeitura. Via Metro1.

Comentários no Facebook