Galo vence e sai na frente do Bahia nas oitavas da Copa do Brasil

Foto: Felipe Oliveira/ ECbahia

Em busca de uma melhor sorte no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil diante do Atlético-MG, no Mineirão, o técnico Dado Cavalcanti tirou Matheus Teixeira e promoveu a estreia de Danilo Fernandes no gol, recolocou Luiz Otávio na zaga, Daniel no meio e surpreendeu com Rodriguinho no banco e o garoto Ronaldo no ataque. Mas de nada adiantou. O Bahia foi derrotado, m anoite desta quarta-feira, 28, por 2 a 0 pelo Galo, com show do atacante Hulk.

O atacante com nome de super-herói desequilibrou. Fez toda a jogada do primeiro gol, que terminou com Zaracho estufando as redes, e depois deixou a marca dele, após uma mega vacilo de Daniel, que escorreu na saída de bola. Hulk não perdeu e soltou “esmagou” o goleiro Danilo, como nos quadrinhos da Marvel.

Com resultado, o Esquadrão precisará ganhar por três gols de diferença para avançar. Se vencer por dois gols de vantagem, a partida irá para a disputa de pênaltis.

O jogo de volta será na próxima quarta-feira, dia 4, às 21h30, no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana. Mas antes as equipes entram em campo pela 14ª rodada do Brasileirão. O Bahia recebe o Sport no Pituaçu, domingo, às 18h15. No mesmo dia, às 16h, o Atlético-MG duela com o Athletico-PR, no Mineirão.

Jogo movimentado

Ressabiado da derrotada por 3 a 0 para o próprio Atlético-MG no último domingo, o Bahia iniciou a partida cauteloso, com uma marcação forte e um bloco baixo, num 4-5-1.

Recuado e montado para sair no contra-ataque, o Tricolor permitiu o Galo a ficar com a bola e trocar passes na entrada da área. E só. Dessa forma, o time mineiro não conseguiu infiltrar na defesa e sobrou como opção os chutes de fora da área.

Hulk, Nacho, Savarino, Allan, Tchê Tchê e Mariano. Todos brincaram de tira ao alvo da intermediária do Bahia, mas sem sucesso. Danilo Fernandes, que fazia sua estreia, apenas assistia as bolas voarem por cima de sua meta.

O Galo parecia estar mais próximo de balançar as redes. Mas quem teve a primeira grande chance foi o Tricolor. Aos 17 minutos, o jovem atacante Ronaldo teve chance claríssima, mas faltou frieza para abrir o placar.

Quando parecia que o Tricolor ia crescer de vez na partida, o Atlético jogou um balde de água fria. Aos 36, após Hulk dar belo passe por elevação para Dodô, o lateral tocou de primeira para Zaracho estudar as redes de Danilo.

Hulk!

O Bahia voltou do intervalo decidido a sair de Minas com um resultado melhor. E logo assustou com Rossi, aos 3 minutos, em chute da entrada da área. Aos 11, Gilberto soltou uma bomba da meia-lua e Everson defendeu.

Mas o Galo não demorou a esfriar a reação tricolor. Aos 28, Daniel escorregou na saída de bola. A redonda sobrou pra Zaracho, que tocou para Hulk. O atacante invadiu a área e bateu firme, sem chance para Danilo Fernandes: 2 a 0.

Gilberto ainda quase diminuiu aos 45, em bela cabeçada de Gilberto. Mas foi isso.

A situação do Bahia ficou bastante complicada.

ATLÉTICO-MG 2X0 BAHIA – JOGO DE IDA DAS OITAVAS DE FINAL DA COPA DO BRASIL 2021

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Raphael Claus
Assistentes: Danilo Ricardo Simon e Evandro de Melo (trio de São Paulo)
Cartões amarelos: Zaracho e Júnior Alonso (Atlético); Gilberto e Nino Paraíba (Bahia)

Gols: Zaracho, aos 36 minutos do primeiro tempo, e Hulk, aos 28 minutos do segundo tempo (Atlético-MG);

Atlético-MG – Everson; Mariano, Réver, Junior Alonso e Dodô; Allan, Tchê Tchê (Neto) e Zaracho (Calebe); Nacho (Hyoran), Savarino (Sasha) e Hulk. Técnico: Cuca

Bahia – Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia (Capixaba); Jonas (Lucas Araújo), Patrick de Lucca e Daniel (Galdezani); Ronaldo (Rodriguinho), Rossi e Gilberto. Técnico: Dado Cavalcanti. Informações do Portal A Tarde.