Geração de empregos para festas de final de ano deve crescer de 5% a 6% na Bahia, diz CDL

O Produto Interno Bruto (PIB) da Bahia cresceu 0,8% no terceiro trimestre segundo dados divulgados pela Superintendência de Estudos Econômicos da Bahia (SEI). Uma das áreas de destaque foi o setor de serviços que teve alta de 1,9%. O superintendente da CDL Salvador, Silvio Corrêa, afirmou que o bom momento do produto interno bruto da Bahia é devido ao momento da economia.

“Os dados divulgados destacam que o setor de serviços teve bom desempenho, e dentro de serviços, o comércio cresceu 1,7%. Os dados indicam reação positiva da economia a algumas ações importantes recentes no país como a liberação do FGTS, a MP da liberdade econômica, manutenção dos juros em baixa e a aprovação da Reforma da Previdência. Essas ações têm impacto na movimentação de vendas que por sua vez ajudam a puxar a economia”, explicou.

Em relação à expectativa para geração de empregos no setor em 2019, o superintendente disse que, “a questão emprego é mais complexa e dependem de um desenvolvimento mais persistente do país, investimentos do setor público e confiança do setor privado, entre outras coisas. Pensando em Salvador, podemos dizer que há a expectativa de criação de empregos temporários no último trimestre, como é tradição. Aproximadamente 30% desses empregados são absorvidos como fixos. A CDL Salvador estima uma geração de emprego de 5% a 6% maior do que o último trimestre do ano passado, considerando os períodos de outubro a dezembro”.

Falando sobre o poder de compra do consumidor ele diz que “não foi um ano fácil. Com o alto endividamento das famílias e o grande índice de desemprego, tivemos um quadro que afeta a confiança e o poder de compra, sem dúvida. Por isso, temos reivindicado uma atenção dos poderes públicos para o segmento varejista que, como se vê, tem grande importância para alavancar a economia e gerar emprego e renda”, explicou. Informações do Portal A T arde.

Comentários no Facebook