Governo entrega mais de 245 mil moradias em 2019

O Governo Federal contabiliza a entrega de 245.629 unidades habitacionais para famílias de todo o país até o mês de setembro. Até o momento foram pagos R$ 3,35 bilhões de Orçamento Geral da União para o programa Minha Casa, Minha Vida. Também até o mês de setembro foram contratadas 210.619 unidades habitacionais das faixas de renda 1,5, faixa 2 e faixa 3 em todo o território nacional.

Realizar o sonho de ter a casa própria se tornou realidade para famílias de Porto Velho (RO), na última sexta-feira (18), quando o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, fez a entrega de 2.287 moradias em três conjuntos residenciais do programa. A estimativa é que as residências acolham mais de 9 mil pessoas da faixa 1 do programa, que é voltada a famílias de menor renda.

As moradias do Minha Casa, Minha Vida são destinadas a quatro faixas de renda, e cada uma delas têm condições diferenciadas. A faixa 1 atende famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil. Já a faixa 1,5 é para famílias com renda de até R$ 2,6 mil, e a faixa 2, renda de até R$ 4 mil. A faixa 3 contempla famílias com renda de até R$ 7 mil.

A diarista Sandra Maria de Menezes recebeu uma das unidades habitacionais e agora vai sair do aluguel. Mãe de um garoto de 11 anos e uma menina de 5 anos, ela contou que a filha não pára de perguntar quando a família vai se mudar para a casa nova. “O sonho tão sonhado está chegando. A entrega da minha chave, até o final do mês com certeza vamos estar de moradia nova e chegando Natal e Ano Novo não tem presente melhor depois de dois anos de espera”, disse Sandra Maria.

Ao entregar as chaves a rondonienses como Sandra Maria, o ministro Gustavo Canuto falou sobre a importância da infraestrutura completa como pavimentação e rede de drenagem nos empreendimentos do “Minha Casa, Minha Vida” para garantir qualidade de vida e moradia digna às famílias. “A gente defende muito no Ministério que não é só dar um teto, mas dar condição de moradia para que as pessoas possam viver bem. Isso envolve atividades diárias, como trabalhar, se locomover e ter segurança”, afirmou o ministro.

As famílias que receberam as 2.287 residências vão morar no Residencial Morar Melhor, Residencial Orgulho do Madeira e conjuntos habitacionais Cristal da Calama I e II. As unidades têm entre 41,94 m² e 42,90 m² e têm valores entre 62 mil e 67 mil.

Investimentos em Rondônia

Em Rondônia, 4.197 moradias do “Minha Casa, Minha Vida” foram entregues este ano. Outras 3.612 unidades estão em construção. “O Ministério e o Governo Federal já investiram no estado de Rondônia este ano mais de R$ 150 milhões, desses, R$ 125 milhões apenas para habitação, e outros R$ 12 milhões, para mobilidade urbana”, relatou o ministro Gustavo Canuto.

E completou. “É o Governo Federal presente em todos os estados do país, em todas as regiões. Mais uma vez o desenvolvimento regional está sendo efetivado numa capital de um estado tão importante, com tanto potencial”.

Comentários no Facebook