H1N1: Lauro de Freitas estende campanha para atingir meta de vacinação

A campanha de vacinação nacional contra a gripe foi estendida até dia 30 de junho em todo o país. No município de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador, pouco mais de 40 mil pessoas que fazem parte dos grupos prioritários já foram vacinados. A meta é atingir 90% do público-alvo. Na terceira fase de vacinação, 51,9% já recorreram aos postos para se prevenir da H1N1. 

A superintendente da Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa), Regina Coeli, alerta para a necessidade das pessoas receberem a dose anual da proteção. “É preciso que todos estejam devidamente protegidos antes do inverno chegar, já que a vacina precisa de 15 dias para garantir o efeito”, comentou. 

Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis (doenças respiratórias, cardíacas, renais, hepáticas e neurológicas, diabetes, imunossuprimidos, obesos grau III, transplantados e portadores de trissomias) deverão apresentar prescrição médica no ato da vacinação.

A vacinação de gestantes contra a gripe é recomendada em qualquer fase da gestação. Os números divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde revelam que até o momento apenas 37,91% das grávidas receberam a dose da imunização que protege também o bebê contra o vírus Influenza A H1N1, H3N2 e Influenza B.

Pessoas com deficiência, caminhoneiros, profissionais de saúde, segurança e salvamento aquático, professores, grávidas, puérperas, crianças de seis meses a menores de seis anos e pessoas a partir de 55 anos podem ser imunizados. É importante que os responsáveis levem a carteira de vacinação das crianças.

Locais de Vacinação
Nesta terceira fase, como forma de evitar a propagação do coronavírus, a Prefeitura direcionou a continuação da campanha apenas em algumas Unidades de Saúde da Família (USF), são elas: Parque São Paulo, Israel Moreira, Vila Nova, Noel Alves, Vida Nova, João Abel, Manoel José Pereira, Tarumã, Jardim Independência, Antonio Carlos Rodrigues, além da Escola Municipal Mariza Pitanga.

As demais USF foram referenciadas para atendimento de pacientes com sintomas gripais e respiratórios. Informações do Correio.

Comentários no Facebook