Homem é preso acusado de participar de chacina em Portão; quatro suspeitos estão foragidos

Foto: Vagner Souza/ Bnews

Foi apresentado nesta terça-feira (17), na Delegacia de Proteção à Pessoa (DHPP), na Pituba, Eduardo Santos Silva, 19 anos, um dos seis acusados pela chacina no bairro de Portão, no município de Lauro de Freitas, na Região metropolitana de Salvador. 

O crime aconteceu em maio deste ano e vitimou seis pessoas: Raimunda Jesus dos Santos, 35 anos, Rogério Oliveira da Silva, 36, Guilherme Gomes da Silva, 19, e os adolescente Pablo dos Santos, 15,  Raiane Freitas, 12 e Arthur Silva, 23. 

De acordo com o titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM), Aldair Carneiro, todos as vítimas eram inocentes. O crime foi motivado por um disputa de tráfico de drogas no território entre as facções Bonde do Maluco (BDM) contra o Comando da Paz (CP). 

Eduardo, apresentado hoje, afirmou que só participou do crime por dívida ao tráfico de R$ 1.000. Ele alega ser apenas usuário e que não tinha envolvimento anterior com a facção. Preso há duas semanas, será pai em breve. 

O suspeito de ser mandante do crime é conhecido como ‘Buscopeu’. Ele teria dado as ordens de dentro do presídio de Salvador para não perder o comando do tráfico na região. O suspeito foi transferido há 15 dias para o Presídio de Segurança Máxima de Serrinha – sem acesso a sinal de celular e contato com parentes. 

Quatro suspeitos, sendo que são dois menores, permanecem foragidos e estão inclusos no baralho do crime. O Major Monteiro, comandante da 52 CIPM, área mobilizou ações para resolução do caso. 

Operação “Grande Lauro” 

A ação conjunta entre a Polícia Militar, DHPP, RMS e Polícia Civil intensifica a busca aos autores ainda foragidos. A estratégia iniciada há 45 dias, capturou Eduardo no bairro de Portão e identificou o mandante da chacina. As informações são do Bnews.

Comentários no Facebook