IBGE: 53% dos municípios da Bahia têm restrições de abastecimento de água

Mais da metade dos municípios baianos tinham restrições de abastecimento de água em 2017, segundo dados divulgados hoje (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A porcentagem no estado era menor que a da região Nordeste (65,7%), mas superior à do Brasil como um todo (41,8%).

A Pesquisa Nacional de Saneamento Básico (PNSB) aponta que 221 cidades baianas, ou 53% do total, enfrentavam algum tipo de intermitência no abastecimento ou racionamento de água, enquanto 69 municípios informaram passar pela situação durante todo o ano. Em 20 municípios da Bahia, a intermitência ou racionamento de água ocorria diariamente, por algumas horas.

A seca ou estiagem foi a justificativa mais citada pelos municípios da Bahia para o racionamento, sendo informada por 126 prefeituras. Logo em seguida, vêm insuficiência de água no manancial (citado por 113 municípios) e deficiência na distribuição de água (por 103 municípios). As demais causas citadas foram deficiência na produção de água (por 51 municípios), população flutuante (9) e outros problemas (21).

Ainda segundo o IBGE, a região Nordeste era a única que possuía intermitência ou racionamento em mais da metade dos municípios com abastecimento de água. No outro extremo, a região Sul tinha apenas 21,9% dos municípios com este tipo de problema. Via Metro1.

Comentários no Facebook