Iniciada audiência de instrução do caso do digital influencer acusado de matar empresário a tiros na BA

Foto: Reprodução/TV Bahia

Foi iniciada nesta terça-feira (29), a audiência de instrução do caso do digital influencer Iuri Sheik, acusado de atirar e matar o empresário William Oliveira, em junho de 2019, na cidade de Santo Antônio de Jesus, cidade do recôncavo baiano.

A audiência está sendo feita por vídeoconferência, na sala virtual do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). Iuri Sheik não compareceu porque, segundo os advogados, ele teve problemas técnicos com a internet, entretanto a defesa do causado destacou que a presença dele é facultativa.

Ao todo, estão programadas para serem ouvidas 10 testemunhas, que estão cada qual em sua casa.

Iuri Sheik foi indiciado por homicídio qualificado e estava preso no Completo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, onde aguardava julgamento desde a época do crime. Em 14 de setembro deste ano, ele foi solto para aguardar o julgamento em liberdade.

William Oliveira  morreu após ser baleado pelo digital influencer — Foto: Reprodução/Instagram
William Oliveira morreu após ser baleado pelo digital influencer — Foto: Reprodução/Instagram

Segundo a polícia, o empresário William Oliveira foi baleado por Iuri Sheik após pedir que o influencer parasse de fazer manobras perigosas com o carro, conhecidas como “cavalo de pau”, durante os festejos juninos da cidade de Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano.

Depois de disparar várias vezes contra o empresário, Iuri Sheik saiu em alta velocidade sem prestar socorro.

Na época, a Polícia Civil disse também que, antes da confusão, a vítima teria negado um aperto de mão a Sheik, o que também teria contribuído para gerar o atrito entre os dois. A informação foi passada pelo delegado que investigou o caso, Edilson Magalhães.

William chegou a ficar internado no Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus por três dias. Ele passou por cirurgia, teve uma breve melhora, mas o quadro se agravou em seguida e ele não resistiu aos ferimentos.

Dias antes de ser preso, Iuri postou uma foto em seu perfil no Instagram em que apareceu chorando e uma outra imagem em que dizia na legenda que ia se apresentar à polícia. “Toda versão existe dois lados. Logo mais vou me apresentar e contar realmente o que aconteceu”, escreveu ele na época. Informações do G1.

Comentários no Facebook