Irã dá primeiros passos para permitir que mulheres frequentem estádios

Alaa (L), 21, Amina (C), 24 e Nayab, 18, sentam-se em uma doca durante uma visita a Karlstrup Kalkgrav, um lago perto de Karlstrup localizado nos arredores de Copenhague, na Dinamarca, em 19 de julho de 2018. REUTERS / Andrew Kelly PESQUISA "Véu DINAMARCA" PARA ESTA HISTÓRIA. PESQUISA "IMAGEM MAIS LARGA" PARA TODAS AS HISTÓRIAS. IMAGENS TPX DO DIA. AS IMAGENS DEVEM SER USADAS SOMENTE COM A HISTÓRIA - NENHUM USUÁRIO PRÓPRIO

O governo iraniano disse que deu os primeiros passos para permitir que mulheres assistam partidas de futebol e outros eventos esportivos em estádios.

Em geral, mulheres são proibidas de assistir jogos no Irã, com a exceção de alguns eventos internacionais.

A agência estatal de notícias do país citou o vice-presidente para questões parlamentares, Hossein Ali Amiri, que teria dito que preparativos estão em andamento para permitir que mulheres possam ir a estádios o quanto antes.

Eles incluem a instalação de portões de entrada em separado e áreas exclusivas para mulheres nos principais estádios.

O Irã se tornou alvo de críticas internacionais após uma mulher ter morrido ao colocar fogo em si mesma depois de ser condenada à prisão neste mês pela tentativa de assistir a um jogo de futebol.

A mulher teria tentado entrar no estádio vestida como homem. Não está claro se o governo de Teerã vai adotar medidas permanentes para permitir que mulheres assistam eventos esportivos em estádios, ou até que ponto elas terão permissão para tanto. EBC.

Comentários no Facebook