Jornalista investigado em inquérito das Fake News foge para os EUA e alega risco de morte

Foto: Reprodução

O blogueiro Allan dos Santos, apoiador do presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem partido), transmitiu um vídeo nas redes sociais e afirmou ter fugido para os Estados Unidos (EUA), por correr “risco de morte”. Na publicação, Allan faz acusações contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e das embaixadas da Coreia do Norte e China e o advogado Kakay.

De acordo com o vídeo, Allan chamou os ministros do STF. Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, de “criminosos”. Além disso, ele afirmou que eles estariam planejando um golpe contra o presidente Jair Bolsonaro. 

“Quero dizer aqui para todos, se alguma coisa acontecer comigo ou minha família, só veio dos grupos da embaixada da China e da Coreia do Norte em Brasília, do Kakay, que é do Partido dos Trabalhadores, do Barroso ou do Alexandre”, disse Allan. 

Allan dos Santos teve a conta do Twitter derrubada, após decisão decisão do ministro do STF, Alexandre de Moraes. Ele é investigado em inquérito das Fake News. Além disso, o blogueiro acusou que o grupo teria feito busca e apreensão em sua residência para colocar escuta telefônica.

“Eles querem caçar o presidente Bolsonaro, estão fazendo escuta telefônica. Fizeram duas buscas e apreensão em minha casa para colocar escuta. E ninguém teve duas buscas e apreensões, a minha casa foi a única. Eles colocaram na primeira a escuta, e retiram na segunda, provavelmente. Eles fizeram de tudo para obter qualquer tipo de informação que pudesse derrubar o presidente”, afirmou o blogueiro. Informações do Portal A Tarde.

Comentários no Facebook