Justiça condena blogueiro a pagar R$ 15 mil por ofender mãe de Glenn Greenwald

O blogueiro Oswaldo Eustaquio Filho foi condenado a pagar R$ 15 mil ao editor do site The Intercept Brasil, Glenn Greenwald, por ter ofendido a mãe dele, Arlene Greenwald. Ela faleceu em dezembro, vítima de um tumor no cérebro.

A ofensa foi registrada em agosto do ano passado, quando Eustaquio Filho disse que Glenn mentiu sobre o estado de saúde de Arlene para acelerar a concessão de visto para os filhos menores – o jornalista queria que os filhos visitassem a avó antes que o quadro dela ficasse irreversível.

Em resposta ao agressor, Glenn o chamou de “lixo humano” e deu entrada no processo. 

Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, ao se defender, o blogueiro disse que analisou postagens de Arlene nas redes sociais e concluiu que ela não estava “em fim de vista, sendo assim, ele entendeu que o visto de emergência solicitado por Glenn não era justificável.

Mas o juiz Antônio Carlos Maisonette Pereira não aceitou o argumento. Na decisão, o magistrado afirmou que as “postagens publicadas pelo réu” apresentavam “uma carga ofensiva ao autor e sua mãe que ultrapassa o objetivo legítimo de criticar”. Além disso, o juiz pontuou que o blogueiro não se ateve “ao compromisso ético de checar a veracidade das informações divulgadas” e “ultrapassou os limites das liberdades constitucionais que lhe são asseguradas”. Informações do Bahia Notícias.

Comentários no Facebook