Justiça nega pedido de liberdade para três filhos de Flordelis

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) negou pedido de liberdade a três filhos da deputada federal Flordelis dos Santos (PSD-RJ). Eles estão presos acusados de participarem do assassinato do pastor Anderson do Carmo.

Marzy Teixeira da Silva, André Luiz de Oliveira e Carlos Ubiraci Francisco foram detidos no último dia 24 de agosto em meio à operação do Ministério Público (MPRJ) que denunciou Flordelis como a mandante do assassinato.

Na decisão, a juíza Nearis dos Santos, da 3ª Vara Criminal de Niterói, cita supostas tentativas de interferência dos presos nas investigações e diz que a prisão deles é imprescindível para a continuidade das apurações.

Marzy Teixeira, André Luiz e Carlos Ubiraci também devem ser mantidos, segundo o tribunal, em unidades prisionais diferentes, sem qualquer contato entre si, além de não poderem ter contato com a mãe, a deputada Flordelis.

Antes da prisão, Carlos Ubiraci e André Luiz estavam lotados no gabinete da deputada. O Metrópoles revelou que, em 12 meses, a Câmara pagou R$ 690,5 mil em salário e gratificações para os filhos afetivos da parlamentar.

As investigações sobre a morte do pastor identificaram indícios de nepotismo e de suposta prática de “rachadinha” no gabinete de Flordelis. A Procuradoria-Geral da República (PGR) recebeu em 16 de setembro, do MPRJ, tais indícios. Informações do Metrópoles.

Comentários no Facebook