Leão empata no fim contra a Ponte Preta e dorme no G4

Tudo igual para Ponte Preta e Vitória no Moisés Lucarelli. Ontem, as equipes se enfrentaram pela terceira rodada da Série B do Brasileiro e empataram em 3 a 3, com direito a gol aos 44 do segundo tempo para o Leão. Com o ponto conquistado fora de casa, o rubro-negro agora soma cinco pontos e ocupa a quarta posição na tabela de classificação.

O Vitória saiu na frente com Mateusinho, mas levou a virada dos pés de Neto Moura e João Paulo. Ainda no primeiro tempo, Léo Ceará deixou tudo igual. A Macaca só voltou à frente do placar aos 35’ da segunda etapa, com Matheus Peixoto. Perto do apito final, o lateral-esquerdo Rafael Carioca garantiu a igualdade mais uma vez.

Depois de dois jogos fora de casa, agora o Leão volta para Salvador e ganha alguns dias para descansar e treinar. O próximo compromisso do time é apenas na quarta-feira, contra o Náutico, no Barradão.

Muitos gols

O jogo começou bem para o Vitória no Moisés Lucarelli. Nos primeiros minutos, os jogadores de vermelho e preto foram os que mais tocaram na bola e, em mais de uma oportunidade, conseguiram fazer essa posse ser convertida em finalizações. Em uma delas, Mateusinho abriu o placar para o Leão, ainda aos sete minutos.

A jogada começou com Carleto, que avançou pela esquerda e fez o cruzamento. A bola passou por toda a área da Ponte Preta, sem que ninguém afastasse o perigo e chegou até Mateusinho, livre na segunda trave. O camisa 11 primeiro cabeceou e parou na defesa de Ivan, depois pegou o rebote e estufou as redes com a perna direita.

O gol não mudou a postura do Leão, que seguiu mais ligado que o adversário e melhor no jogo. Prova disso é que a primeira chance real da Macaca só foi acontecer aos 18’ e em jogada de bola parada. Camilo cobrou falta e tirou tinta da trave defendida por Ronaldo.

A partir dos 20’ o panorama do jogo começou a mudar. A bola passou a ficar mais nos pés dos donos da casa, que quase chegaram ao empate aos 26’, quando Camilo fez um corta-luz e deixou Zé Roberto em ótima condição. O atacante chutou muito perto da trave esquerda de Ronaldo.

Dois minutos depois, não teve jeito. Nova trama ofensiva da Macaca e Zé Roberto rolou para a chegada de Neto Moura, sozinho, chutar cruzado e vencer Ronaldo. Foi o primeiro gol sofrido pelo Leão nessa Série B.

Não demorou muito, o time sofreu o segundo. Aos 33’ João Paulo recebeu passe de Camilo, arrancou pelo lado esquerdo do ataque, deixou Bocão e Gabriel Furtado na saudade, e virou o jogo para os donos da casa.

A reação rubro-negra foi rápida. Aos 36’, o time pressionou a saída de bola da Ponte Preta e roubou a posse com Mateusinho. O camisa 11 então acionou Léo Ceará, que invadiu a área e finalizou sem chances para Ivan.

Como se quatro gols em menos de 45 minutos fosse pouco, o Vitória ainda quase conseguiu marcar mais uma vez no primeiro tempo. Mateusinho arriscou de fora da área e acertou a trave. Foi o último grande lance da etapa inicial no Moisés Lucarelli.

O segundo tempo teve ritmo mais lento, principalmente por parte do Vitória. A Ponte Preta voltou com a estratégia de cruzar mais bolas na área e chegou ao terceiro gol por esse caminho, aos 35’, com Matheus Peixoto.

Quando parecia que o rubro-negro iria conhecer a primeira derrota na Série B, Guilherme Rend achou Rafael Carioca, que mandou uma bomba para empatar o jogo e garantir mais um ponto para o Leão. Informações do Portal A Tarde.

Comentários no Facebook