Mais de 1,2 mil entidades religiosas devem R$ 460 milhões à União

Foto; Ilustração

Entidades religiosas brasileiras devem quase meio bilhão de reais à Receita Federal, segundo dados obtidos pela Agência Pública por meio da Lei de Acesso à Informação. O levantamento revela que 1.283 organizações religiosas devem R$ 460 milhões ao governo. Desse total, 23 igrejas possuem dívidas de mais de R$ 1 milhão cada uma.

A neopentecostal Internacional da Graça de Deus, comandada pelo missionário Romildo Ribeiro Soares, o R.R. Soares, é a maior devedora: sozinha, a igreja deve mais de R$ 127 milhões, segundo valores apurados pela Receita em agosto deste ano, sendo a maior parte relativa a contribuições previdenciárias. O valor representa mais de um quarto de todas as dívidas de entidades religiosas com a União. A dívida da igreja vem aumentando: em 2018, era de R$ 85,3 milhões.

R.R. Soares reuniu-se com o presidente Jair Bolsonaro ao menos duas vezes neste ano: em agosto e em novembro.

A segunda entidade religiosa que mais deve à União também é evangélica e neopentecostal: a Igreja Mundial do Poder de Deus, fundada pelo apóstolo Valdemiro Santiago. A dívida com a Receita é de mais de R$ 83 milhões. Já a terceira maior devedora é a católica Sociedade Vicente Pallotti, com sede em Santa Maria (RS). A entidade deve mais de R$ 61 milhões à União, sendo R$ 59 milhões de contribuições previdenciárias.

Igrejas e organizações evangélicas são a maioria entre as entidades religiosas que devem à Receita, representando mais de 87% do total. Em seguida, vêm grupos católicos, com cerca de 6%. Via Metro1.

Comentários no Facebook