Manchas de óleo que atingem praias do Nordeste chegam a Mangue Seco e Conde

Reprodução Exame

As manchas de óleo que atingem o litoral do Nordeste chegaram ao litoral norte da Bahia. Segundo informações divulgadas pelo Projeto Tamar, as primeiras manchas foram vistas na quinta-feira (3).

Ainda não se sabe sobre o tamanho da área afetada nem de perda de espécies na região. De acordo com o biólogo João Arthur, que atua no projeto, há ao menos dois pontos de contaminação. Um deles fica no povoado de Mangue Seco, na cidade de Jandaíra. O outro está na localidade de Siribinha, no município de Conde.

O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) informou ao Bahia.ba o encaminhamento de uma equipe técnica à área afetada. “O Inema mandou uma equipe para acompanhar, mas a competência é do Ibama por se tratar de mar, e da prefeitura local”, diz o órgão.

As manchas começaram a aparecer no início do mês de setembro. Até o último balanço do Ibama, divulgado na quinta (3), a Bahia era o único estado sem contaminação na região Nordeste.

A primeira hipótese do derramamento de óleo no mar é de que o petróleo tenha vindo de navios que passam pela região litorânea. As informações são do Bahia.ba.

Comentários no Facebook