Marcos Pontes recebe alta, mas terá repouso absoluto de 48h

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, apresenta o novo presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), João Luiz Filgueiras de Azevedo.

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, recebeu alta do Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, do qual ficou internado desde às 07h45 desta quinta-feira (12/09/2019). Apesar da liberação médica, a equipe recomendou repouso absoluto pelo período mínimo de 48 horas.

De acordo com a assessoria da pasta, o ministro apresentava um quadro de tonturas, náuseas, vômitos, sudorese e dificuldade de andar há uma semana.

A agenda oficial de Pontes foi cancelada com a emergência de saúde. O astronauta era esperado na Comissão de Meio Ambiente da Câmara dos Deputados para uma audiência sobre a exoneração de Ricardo Galvão, diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Com a ausência, a sessão será remarcada.

Segundo o boletim médico, Pontes foi atendido por um otorrinolaringologista, que passou exames clínicos e laboratoriais e recomendou medicação para os sintomas.

No fim do mês passado, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, também foi internado no mesmo hospital. Ele chegou a ser levado à Unidade de Terapia Intensiva (UTI), pois reclamava de dores no peito e dormência.

No entanto, após exames cardiológicos e um período de observação, nada foi detectado. Ele permaneceu em observação por um dia e foi liberado. As informações são do Metrópoles.

Comentários no Facebook