Militares do Exército são presos por fraudar certificados de armas para caçadores

Foto: Reprodução

Uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal, com o apoio do Exército Brasileiro, desarticulou uma quadrilha suspeita de fraudar documentos de posse e porte de armas de fogo para caçadores. Entre os nove detidos, estão três militares da ativa.

Além das nove detenções, outros 26 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos nos municípios de Samambaia, Ceilândia, Riacho Fundo, Planaltina, Cidade Estrutural, Núcleo Bandeirante, Gama e Luziânia (GO).

De acordo com as investigações, o grupo era composto por militares do Exército Brasileiro, que eram integrantes do Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados de algumas Organizações Militares, e recebia dinheiro para fraudar as informações na “concessão de certificados de registro e concessão de registro de arma de fogo de CACs (Caçadores, Atiradores e Colecionadores)”, informou a Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais da Polícia Civil.

A investigação apontou que, ao todo, 18 pessoas faziam parte do grupo que facilitava a posse, porte e comercialização clandestina de armas no DF e em Goiás para criminosos. Via Portal A Tarde.

Comentários no Facebook