Ministério da Saúde recua e confirma quarto caso de coronavírus no Brasil

Foto: Ilustração

O quarto caso de coronavírus foi confirmado nesta quinta-feira, 5, pelo Ministério da Saúde, após reunião em Brasília, onde especialistas decidiram incluir o caso da adolescente de São Paulo que teve a contraprova positiva para presença de coronavírus, contudo, mas não preenchia definição de caso para Covid-19.

Segundo o Ministério da Saúde, quatro elementos levaram a definição do caso: resultado do exame de contraprova realizado pelo Instituto Adolf Lutz (IAL); local provável de infecção (Itália); possibilidade do uso de medicação para tratar uma lesão que pode ter mascarado os sintomas; e, ainda, a possibilidade de a paciente apresentar sintomas provocados pelo coronavírus nos próximos dias.

“O resultado do exame foi positivo para coronavírus e o caso não entrou na lista de confirmados, inicialmente, por ser considerado atípico, já que a jovem não apresentou os sintomas, que incluiria febre associado a mais um sintoma respiratório, de acordo com os critérios definidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS). No entanto, após debate em conjunto com a Secretaria Estadual de São Paulo, o caso entra na lista de confirmados como coronavírus”, informou o Ministério, através de nota.

A jovem permanece em casa e é monitorada pela Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, bem como as pessoas que tiveram contato próximo. Até o momento, são 531 suspeitos monitorados pela Saúde e outros 315 descartados por exame. Todos os casos confirmados são de transmissão importada, de pessoas que estiveram em áreas endêmicas onde o vírus já circula.

Após a confirmação da presença do vírus no organismo, existe a possibilidade da paciente desenvolver os sintomas nos próximos dias, que são febre associada a outros sintomas respiratórios como tosse e dificuldade para respirar. O período de incubação do coronavírus é, em média, de 14 dias. Informações do Portal A Tarde.

Comentários no Facebook